Camelódromo Central terá 22 novos permissionários no 1º semestre

Camelódromo Central completou 26 anos em dezembro (Foto: Amanda Vieira/JP) Camelódromo Central completou 26 anos em dezembro (Foto: Amanda Vieira/JP)

O Camelódromo Central de Piracicaba, que no último mês de dezembro completou 26 anos, terá 22 novos permissionários ainda neste primeiro semestre de 2019.

Desde o final do ano passado, a Semtre (Secretaria Municipal do Trabalho e Renda) realiza o chamamento de contribuintes cadastrados – que aguardam em lista de espera – para assumir os espaços.

Atualmente, 128 pessoas fazem parte da listagem. “Os profissionais registrados querem trabalhar em diferentes segmentos. Das 128 pessoas citadas, 58 apresentaram interesse em atuar na área da alimentação”, explica o chefe de setor da Economia Informal, Fernando Reis.

O Camelódromo possui 109 boxes, sendo 87 em funcionamento.

Com a ação da Semtre, a lista de espera por um box no Camelódromo deve diminuir. Em outubro de 2018, fizemos a convocação dos primeiros cinco contribuintes, mas nenhum apareceu e tiveram seus processos cancelados”, explica Reis.

Em novembro, outros 10 foram convocados e apenas três responderam. No dia 22 de fevereiro deste ano, houve o chamamento de 14. Agora, aguardamos o prazo para poder fazer uma nova convocação”, acrescenta.

VISITA

Na última semana, o secretário municipal do Trabalho e Renda, Evandro Evangelista, esteve no Camelódromo Central. Na ocasião, aproveitou para conversar com os permissionários, com o objetivo de entender suas maiores dificuldades e demandas. Para o secretário, “a meta é melhorar o serviço prestado, sempre”.

ACESSO

O Camelódromo Central de Piracicaba tem três acessos: pelas ruas Dom Pedro I, Dom Pedro II e ao lado da entrada principal do Terminal Central de Integração (TCI).

Ele foi implantado em 1992, pelo Decreto Nº 5.941 de 18 de dezembro de 1992. Desde sua criação, os permissionários encontram no espaço uma oportunidade para gerar e complementar renda.