Canadá e EUA são os destaques da Copa Feminina no fim de semana

Nova Zelândia e Canadá se enfrentam pela segunda vez seguida em Mundiais. (Foto: Getty Images)

A Copa do Mundo de Futebol Feminino 2019 chega ao seu segundo final de semana com confrontos decisivos, enquanto que na segunda-feira (17) começa a definição dos grupos.

Hoje tem a segunda rodada do Grupo E, com os jogos entre Holanda e Camarões, às 10h, e Canadá e Nova Zelândia, às 16h. Amanhã são mais dois confrontos, ambos pelo Grupo F, com Suécia e Tailândia, às 10h, e Estados Unidos e Chile, às 13h. Na segunda-feira, serão quatro jogos: às 13h acontece a definição do Grupo B, com China e Espanha e África do Sul e Alemanha; enquanto que às 16h tem a última rodada do Grupo A, com Nigéria e França, e Coreia do Sul e Noruega.

O primeiro jogo de domingo será entre a Suécia, que venceu na estreia e a Tailândia, que sofreu na última terça-feira (11) a maior goleada da história dos mundiais, ao perder por 13 a 0 para as americanas. Madelen Janogy, de apenas 20 anos, fez uma grande estreia diante das chilenas e é a esperança de mais gols e de mais um triunfo das suecas. As tailandesas tentam se recuperar da humilhação da estreia e sabem que mais um revés poderá significar o fim da competição. Após realizarem seu primeiro jogo na história das Copas, as chilenas tentarão, diante das americanas, seus primeiros gols e os primeiros pontos, enquanto que as atuais campeãs tentam mais uma vitória para confirmarem a classificação.

Na segunda-feira (17) começa a terceira rodada dos grupos, com equipes se classificando, confirmando posições no chaveamento e conhecendo seus adversários no mata-mata. A primeira definição será a do Grupo B, chave em que a Alemanha já está garantida nas oitavas, porém precisa de um empate para garantir a liderança, contra a África do Sul, lanterna e que precisa vencer as germânicas para terem chances de se classificar entre as melhores terceiras. O outro jogo, entre China e Espanha, vale o segundo lugar do grupo, já que ambas estão empatadas com três pontos. Em caso de empate, as espanholas ficam com a vaga, porém as chinesas ainda podem se classificar entre as quatro melhores terceiras.

No Grupo A, as francesas são líderes com seis pontos, precisam de um empate para ficar na liderança e dependem de uma combinação quase impossível de resultados para ficarem de fora. As nigerianas, adversárias das francesas, precisam vencer se classificarem, porém um empate ainda pode deixá-las entre as melhores terceiras. No outro jogo, a Noruega, com três pontos e é ampla favorita para derrotar a Coreia do Sul e avançar. As coreanas precisam de uma vitória para terem chances de passar entre as equipes que ficarem em terceiro.

 

BRASIL
A Seleção Brasileira jogou na última quinta-feira (13) e perdeu para a Austrália por 3 a 2, em Montpellier. Marta e Cristiane abriram 2 a 0, porém as australianas diminuíram no primeiro tempo com Foord e viraram com Logarzo e Mônica (contra) na segunda etapa. Com o gol de pênalti, Marta chegou a marca de 16 gols em Copas do Mundo e empatou com o alemão Miroslav Klose na artilharia de todos os tempos (contando com Masculino e Feminino). Além disso, Marta se tornou a primeira atleta a marcar gols em cinco Copas do Mundo diferentes (2003, 2007, 2011, 2015 e 2019). O Brasil volta a campo na terça-feira (18), às 16h, diante da Itália, em Valenciennes.

 

RESULTADOS
No outro jogo de quinta, a China venceu a África do Sul por 1 a 0. Pelo Grupo D, o Japão venceu a Escócia por 2 a 1. Pelo grupo do Brasil, a Itália venceu a Jamaica por 5 a 0. A Inglaterra venceu a Argentina por 1 a 0.

 

Mauro Adamoli
mauro.adamoli@jpjornal.com.br