Canção Quanto Vale vence 2º Festival Ecológico de Piracicaba

Foto: Flávia Silva Perez

“Quanto Vale?”, de Emílio Dragão, cantor e compositor de Belo Horizonte foi a vencedora do 2º Festeco – Festival Ecológico de Piracicaba. O evento realizado nos dias 7, 8 e 9 de junho, no Teatro Erotides de Campos, Engenho Central, reuniu 20 canções com temas relacionados ao meio ambiente, de onde saíram as dez finalistas da disputa final. No total, 55 artistas inscreveram composições. A curadoria foi do produtor cultural Nordahl Neptune.

Premiado com R$ 7.000, o belo-horizontino cantou para a plateia de Piracicaba e região, um questionamento sobre as vidas que se perderam com a tragédia em Mariana, Minas Gerais. Ele também recebeu, por votação do júri, os prêmios de Melhor Letra e Melhor Arranjo.

O segundo lugar ficou para Otiniel Aleixo, Augusto Neto e Jéssica Areias, com A Banda mais Legal, que apresentou a canção Meus Olhos. O terceiro lugar contemplou Eva Leoni e José Augusto Patrício Neto, acompanhados da banda Levada de Baião, com A Soleira de Deus. Os prêmios para o 2º e 3º lugar foram de R$ 5.000 e R$ 3.000 respectivamente.

O prêmio de Melhor Intérprete foi para a canção Zóio D’Água, de Douglas Simões, interpretada por Julia Simões e a banda Nascente. Todos os premiados levaram para a casa o Troféu Egildo Pereira Rizzi, em homenagem ao maestro da OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba) falecido em 2013.

O júri de premiação foi composto por Cecília Bellato, pianista e professora na Escola de Música Ernest Mahle; Edimar Fernandes de Jesus, o Chantilee, músico e contrabaixista; o produtor musical
e crítico de música, professor Eduardo Paiva; Hilara Crestana, pianista, pedagoga e musicoterapeuta e Maurício Pinheiro, educador de Tecnologias e Artes do Sesc Piracicaba, produtor e apresentador do programa É Rock, da Educativa FM.

Da Redação