Cantor Roberto Seresteiro grava músicas para telenovela da Rede Globo

O cantor piracicabano Roberto Saglietti Mahn, conhecido artisticamente como Roberto Seresteiro, gravou músicas que integram a trilha sonora da telenovela Tempo de Amar, exibida desde setembro do ano passado na Rede Globo. A trama se passa na década de 1920, época em que foram compostas diversas das canções que tradicionalmente fazem parte do repertório dele.
 
“Precisavam de uma voz de época para cantar maxixes, lundus e modinhas. Primeiramente, eu gravei apenas trilhas para a novela, que estão tocando em vários capítulos. Ao todo, foram 11 músicas gravadas na minha voz”, contou em entrevista ao Jornal de Piracicaba. 
 
 
Posteriormente, o piracicabano foi convidado, também, para participar de cenas da telenovela, as quais foram exibidas nos dias 11 e 12 de dezembro de 2017. Nas gravações, Mahn aparece cantando em coreto maxixes do compositor Sinhô, como Fala, Meu Louro, e o lundu Isto é Bom, de Xisto Bahia, que eram sucesso no período que a produção audiovisual retrata. “Para mim, foi muito bacana e houve ótima repercussão. Me encaixei perfeitamente na proposta, pois esse repertório já faz parte do meu trabalho”, disse Roberto Seresteiro.
 
 
CARREIRA — Mahn foi incentivado a cantar pelo avô, Amando Saglietti, colecionador de discos e livros. Na adolescência, passou a frequentar rodas de choro, samba e seresta em Piracicaba, onde teve contato direto com diversos músicos e cantores da região. Começou a cantar profissionalmente aos 19 anos de idade, em 2003, no evento denominado Noite da Seresta, promovido pela Prefeitura de Piracicaba. O peculiar estilo de canto, que faz referência aos tempos de outrora, somados ao repertório característico e à ênfase na interpretação, acabou rendendo a ele o apelido de Seresteiro.
 
 
Entre os artistas com quem já dividiu palco estão Inezita Barroso, Roberto Silva, Dóris Monteiro, Ana Bernardo, Roberto Luna, Dona Inah e Cauby Peixoto. Também cantou ao lado Adriana Moreira, Tuco e o Batalhão de Sambistas, Márcio Gomes e Alessandro Penezzi. (Colaborou Sabrina Franzol)