segunda-feira, 20 de outubro de 2014
  

Cicinho admite culpa do time na seca de Barcos

Thiago Braga/ Folhapress
terça-feira, 15 de maio de 2012 18h31

A+  |  A-     
ENVIAR      IMPRIMIR          
O atacante argentino Hernán Barcos foi contratado para resolver o problema da seca de gols do ataque palmeirense. Em seu início no clube, ele deu mostras que tinha faro de artilheiro.
Nos nove primeiros jogos, balançou as redes oito vezes. Mas aí veio a seca. São apenas dois tentos nas últimas 11 partidas.
O lateral direito Cicinho disse que a culpa não é só do camisa 29. O time todo tem que colaborar.
"A única maneira [de ajudar] é estar mais próximo dele. Às vezes ele sai para receber a bola e não tem outro para finalizar. Gosto muito do futebol dele. Ele pede muito, ele precisa da bola. Centroavante que não faz gol é substituído, ele vive disso. Você vê nele o desespero, pedindo a bola o tempo todo. Temos que tocar a bola para ele fazer o gol", explicou Cicinho.
A última vez que Barcos anotou foi na fase de classificação do Paulista, na derrota por 3 a 1 para o Guarani. E ainda foi de pênalti.
Na semana passada, o próprio centroavante havia reclamado.
"Não criamos mais tantas chances como antes. Quando faço gols, o mérito é de toda a equipe. Quando não faço, tenho que dividir a responsabilidade também", justificou o atacante.
No início do ano o jogador foi contratado pelo Palmeiras da LDU, do Equador. O clube desembolsou R$ 7 milhões por 70% dos direitos federativos do atleta.
 
 



 Copyright © 1995-2012
 Fundado em 4 de agosto de 1900
 Trabalhe Conosco






Assine o Jornal de Piracicaba: 19 3428 4190
Balcão Pequenos Anúncios: 19 3428 4140