quinta-feira, 24 de julho de 2014
  

Duas mortes em acidentes geram suspeitas

Ignácio Garcia Jr.
segunda-feira, 12 de agosto de 2013 11h5

A+  |  A-     
ENVIAR      IMPRIMIR          

Um ajudante de 33 anos, funcionário da Usina Santa Helena, morreu carbonizado enquanto combatia um incêndio em um canavial do bairro Batistada, na altura do km 153 da rodovia do Açúcar (SP-308), que liga Piracicaba a Salto, às 20h de sexta-feira (09/08). Márcio Batista foi encontrado sem vida, caído em meio a plantação. A vítima estaria acompanhada de outro funcionário, de 46 anos, que teria localizado Batista cerca de 30 minutos após se separar dele.

A testemunha e a vítima estariam combatendo o fogo quando o suposto incidente ocorreu. Uma equipe de paramédicos do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e constatou o óbito. A Polícia Técnico Científica também foi acionada. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.

Batista era morador de Rio das Pedras, assim como a testemunha, que não foi encontrada pela reportagem do Jornal de Piracicaba. Nenhum parente da vítima também foi localizado para comentar a morte. As informações constam no Boletim de Ocorrência número 6.148/2013, registrado como morte suspeita. O caso será apurado pelo 6º DP (Distrito Policial). A reportagem do JP tentou conversar com algum responsável pela usina, mas ninguém retornou até o fechamento desta matéria.

O corpo de Márcio Batista foi velado na Igreja Evangélica Cristã Pentecostal, no Jardim Bela Vista, em Rio das Pedras. O enterro ocorreu às 16h de ontem, no Cemitério Parque de Paz, naquela cidade.

Outra morte — Um motociclista de 31 anos morreu no Pronto-Socorro da Santa Casa de Piracicaba às 4h de sábado (10/08) depois de ser encontrado três horas antes com ferimentos na cabeça e caído ao lado da moto, uma Honda CBX 200 Strada verde, ano 1998, na esquina das ruas Vitória Régia e João Paulo 2, no Parque dos Eucaliptos. A princípio, o Samu teria informado que Sérgio Francisco da Silva teria sido vítima de disparo de arma de fogo, informação rechaçada no hospital, que considerou o caso como acidente.

A Polícia Técnico Científica realizou perícia no local e o corpo de Silva foi levado ao IML para necropsia. A motocicleta foi apreendida administrativamente ao pátio da 13ª Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito). Os dados são do BO número 6.153/2013. O caso será investigado como morte suspeita pelo Setor de Investigação do 3º DP (Distrito Policial).



Leia a íntegra da reportagem na edição impressa do JP ou no JP Virtual
 



 Copyright © 1995-2012
 Fundado em 4 de agosto de 1900
 Trabalhe Conosco






Assine o Jornal de Piracicaba: 19 3428 4190
Balcão Pequenos Anúncios: 19 3428 4140