Capacitação e inclusão de deficientes no mercado de trabalho

trabalho Formandos terão festa de formatura nesta sexta,(24). (Foto: Divulgação)

A inclusão de pessoas com algum tipo de deficiência no mercado de trabalho é um dos grandes desafios nos dias atuais. Com esta visão, um trabalho integrado realizado pelas entidades sociais CRP (Centro de Reabilitação Piracicaba) e Espaço Pipa Síndrome de Down já conseguiu capacitar sete pessoas entre jovens e adultos com síndrome de Down ou deficiência intelectual, sendo que quatro delas já conseguiram vaga em alguma das mais de 20 empresas parceiras do GIP (Grupo de Inicialização Profissional).

Destinado à jovens e adultos com síndrome de Down ou deficiência intelectual, que tenham o desejo de entrar no mercado de trabalho, o GIP é um dos braços do Projeto Centro Dia e oferece espaço para reflexão sobre interesses e habilidades individuais com temas ligados ao mundo do trabalho. “Este grupo acontece duas vezes na semana nas dependências da Semtre (Secretaria Municipal de Trabalho e Renda de Piracicaba), tem uma média de oito participantes e duração de quatro meses. Ele é continuação de um trabalho que já fazíamos há dois anos, porém, num outro formato, onde conseguimos atender melhor estes interessados em trabalhar”, destacou Paula Perin, consultora do setor de emprego apoiado do CRP que coordena este trabalho ao lado da psicóloga Naione Cangiani.

De acordo com Paula, como parte do programa, os participantes deste 1º grupo GIP terão festa de formatura amanhã (24), no Buffet Skay, com a presença de cerimonialista, DJ e buffet à vontade. “O evento é para funcionários das instituições, atendidos, familiares e empresas parceiras. Para custear o evento profissionais do CRP estão em busca de patrocínio e vendendo convites da formatura para as empresas interessadas em apoiar o projeto”, disse.

Após a formatura da primeira turma GIP, um segundo grupo com oito alunos começa a ter aulas a partir do dia 28 de agosto de 2018, nos períodos da manhã. “Os interessados em apoiar a festa de formatura da primeira turma, oferecer uma vaga de emprego ou colaborar de outra forma o projeto, basta vir até o CRP, a rua Almirante Barroso, 500, no São Judas Tadeu, ou ligar para (19) 3437-7200”, disse Paula.

(Felipe Poleti)