• Capela do Divino está interditada

Capela do Divino está interditada

Capela do Divino Espírito Santo, na Rua do Porto, é interditada por conta de problemas no forro do telhado e bancos, que estão tomados por cupins. A missa foi transferida para a Capela Nossa Senhora Aparecida, mantendo mesma data e horário (quartas-feiras, às 19h), enquanto a oração do Terço dos Homens ocorrerá no salão de festas do Divino, que continua em funcionamento.

De acordo com Adilson Menezes, presidente da Irmandade do Divino Espírito Santo de Piracicaba, um perito foi contratado para avaliar os danos. “Contratamos um engenheiro perito para avaliar a estrutura e ele constatou que o forro, que é feito de pinus, uma madeira fraca, está comprometido, assim como os bancos”, explica. “Apesar das madeiras de sustentação do telhados serem de boa qualidade, o perito também fará a avaliação delas para garantir que está tudo certo”.

Após finalização da segunda etapa de avaliações do perito, a irmandade pedirá liberação ao Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (Codepac) para início dos consertos, já que o edifício é tombado como patrimônio histórico. Menezes também ressaltou a dificuldade para encontrar material similar ao original, que é feito de madeiras antigas e não está mais disponível com facilidade no mercado, além de profissionais para realização da obra.

Para suprir os custos da reforma, a Irmandade do Divino Espírito Santo de Piracicaba organiza uma rifa que tem como prêmio um carro Fiat Mobi e três motos Honda 125 Fan. O valor de cada número é R$ 10 e toda a renda arrecadada será revertida em prol da irmandade. Os interessados podem solicitar a compra com Adilson pelos telefones: (19) 4102-0269 ou (19) 9 9718-0457.

A capela é relevante para o cenário cultural, histórico e religioso de Piracicaba.

 

Mariana Requena

mariana.requena@jpjornal.com.br

 

Foto: Claudinho Coradini