Caphiv é classificada como Organização da Sociedade Civil

sociedade No Caphiv,os pacientes permanecem na entidade 24h. (Foto: Arquivo / JP)

O Caphiv (Centro de Apoio aos Portadores do Vírus HIV/Aids e Hepatites Virais) e Piracicaba, passou a ser classificado como OSC (Organização da Sociedade Civil) pela Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo. Com essa certificação, o Caphiv ganha o benefício de isenção do ITCMD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação) que incide quando da transmissão não onerosa de bens ou direitos, tal como ocorre na herança ou na doação. Na prática, segundo explicou o presidente da entidade, Paulo Soares, as doações feitas ao centro serão recebidas integralmente, sem o desconto do imposto, como ocorria até então. A alíquota única é de 4% sobre o valor da base de cálculo. Segundo Soares, com esse ato, o Caphiv se torna a única entidade do município com essa certificação.

“O Centro tem conquistado cada vez mais notoriedade e reconhecimento, graças à equipe de profissionais qualificados e dedicados”, afirmou o presidente.“As campanhas para obter doações são feitas pelas redes sociais e pelo telemarketing da entidade”.

Para manter o local, a entidade recebe R$ 144 mil do Estado, outros R$ 18,5 mil do governo Federal e R$ 11 mil da prefeitura, este último destinado ao pagamento dos três agentes de prevenção, um assistente de coordenação e um coordenador. Segundo Soares, o Caphiv está com 28 internos na casa, sendo que a capacidade é de 25. Os pacientes permanecem 24 horas por dia.

(Beto Silva)