,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Guimarães Rosa é celebrado 50 anos depois de sua morte
  • DonCesão encara os fantasmas da depressão em nova música
  • Liga da Justiça leva aos cinemas superheróis como Batman e Mulher-Maravilha

Cartas do Leitor 02/08/2017
Da Redação
02/08/2017 06h43
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 

Parabéns, irmãos

Na Igreja Católica, há duas colunas mestras: São Pedro e São Paulo. Na família José e Angelina Vitti, há duas inteligências raras que se fizeram presentes na vida piracicabana. Guilherme Vitti, o mais velho dos doze filhos, foi professor da nobre língua latim, socorrendo, principalmente aos eclesiásticos. Lino Vitti, o terceiro, foi professor da excelente Escola de Comércio Zanin, onde colaborou com a formação dos melhores contadores da cidade. Guilherme, como funcionário público, exerceu o mais elevado cargo da administração municipal, junto a vários prefeitos. como diretor administrativo, aposentando-se como tal. Lino, também como funcionário público, exerceu o cargo de diretor da Câmara Municipal, redigindo as corretas atas e orientando os edis quanto às leis municipais. Como seu irmão, aposentouse nessa função. Guilherme, depois de aposentado, trabalhou como arquivista dos livros históricos da cidade, organizando e “distrinjando” a bela vida da Noiva da Colina. Lino, em sua nova vida de aposentado, deu asas às suas poesias, que lhe deram o título de “Príncipe dos Poetas Piracicabanos”, escrevendo sete livros poéticos. Foram assíduos torcedores do XV, estando sempre presentes aos jogos. Guilherme, no seu espírito de observação, depois de alguns jogos, desenhava a média de tempo que cada equipe reteve o domínio da bola. Penso que ele tenha sido o “lançador” do que hoje as TVs apresentam. Lino, na sua “bela vita de no far più nhente”, dedicou-se à amizade com a natureza, cevando as avesitas nas redondezas dos bairros Santana, Santa Olímpia e Fazenda Negri, pelos quais dedicou todo seu amor. Parabéns irmãos, tão já a cidade não os esquecerá! Antonio Vitti, aposentado

Presidente sem aposentadoria!

Se ex-presidentes não têm aposentadoria, como reclamou o advogado do ex-presidente Lula, mas o estado mantém a sua disposição oito seguranças, até para viagens internacionais, não ficaria mais barato ao contribuinte pagar uma aposentadoria do teto em torno de R$ 33 mil? Uma excelente aposentadoria negada a qualquer brasileiro e não precisaríamos manter “ad eternum” esse séquito de seguranças como se fossem reis da Inglaterra. Fora que nos livraríamos de qualquer responsabilidade de manter tantos funcionários quando ex-presidentes ganham “milhões com palestras”! Beatriz Campos, escritora

Brasil sem corrupção

Usando de muita sabedoria, determinação e honestidade na administração pública do país, se o Brasil conseguir se livrar da endêmica corrupção que tomou conta da maior parte dos seus servidores administradores públicos que compões tristemente os quadros dos três poderes constituídos da nação, o Brasil será sem dúvida alguma um país de primeiro mundo, um paraíso invejado pelos demais de todo o mundo. Brasileiros de boa índoles, vamos começar essa faxina já em 2018! Benone Augusto de Paiva, contador aposentado

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar