,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Emicida celebra a carreira e o bom momento do rap com a gravação do 1º DVD
  • Sequência de 'Animais Fantásticos e Onde Habitam' ganha data de estreia
  • Em DVD, a face roqueira de Gal Costa

Cartas do leitor - 11/10/2017
Da Redação
11/11/2017 11h15
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Escorpião e mau cheiro — Na Cartas do Leitor (JP, 9/11), Juliano Cruz, do Jardim Ipanema, escreveu que sua filha foi picada por escorpião e os vizinhos pegaram o animal em casa. Ele deixa a entender que a área verde do bairro pode ser a fonte do perigo. É importante salientar que as famílias precisam se prevenir e proteger suas casas. O Instituto Butantan, referência internacional em pesquisa sobre escorpiões, orienta que a prevenção contra esses animais é a instalação de barreiras físicas nos imóveis, de modo que eles não consigam adentrar os mesmos. A colocação de ralinhos tipo “abre-fecha” nas saídas de esgoto, como banheiros, cozinhas e lavanderias, já é de grande eficácia. Deve-se também vedar as soleiras das portas para impedir que eles venham da rua ou terrenos. O Centro de Controle de Zoonoses realiza visitas de orientação para prevenção contra escorpiões em domicílio a partir de solicitação individual via 156. Em caso de acidentes, deve-se procurar imediatamente atendimento médico e não passar nada na picada, apenas lavar com água e sabão e fazer compressas de gelo.
 
Fábio Teixeira Martins, do Mário Dedini, diz que seu vizinho tem seis cães e não faz a devida higiene do local onde eles vivem, por isso, o mau cheio é muito forte. Ele também espera uma ação do poder público. O Centro de Controle de Zoonoses atua em caso de maus-tratos, que não parece ser o caso. A questão de higiene é de competência da Vigilância Sanitária. Mas para ação direcionada também é preciso denúncia via 156, com as devidas informações. — Secretaria de Saúde
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar