Cássio Gabriel falou da responsabilidade de ser titular

XV se prepara para enfrentar o Atibaia no Barão (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O XV de Piracicaba é o líder do Grupo 2 da Copa Paulista 2019, com duas vitórias e dois empates. O Alvinegro Piracicabano está empatado em pontos e no saldo de gols com a Inter de Limeira (oito pontos e saldo 2 cada um), porém leva vantagem no número de gols (5 a 4) e parte deste desempenho se deve a Cássio Gabriel, titular em três dos quatro jogos do Nhô Quim da competição.

Reserva na Série A2, Cássio Gabriel assumiu a titularidade neste segundo semestre e falou sobre esse novo desafio e também responsabilidade. “Acho que é um novo momento, já que a equipe passou por uma reformulação. Por mais que tenha ficado bastante jogadores, consegui buscar o meu espaço, que era o que estava planejando e também o que eu pretendia desde a Série A2. Agora é consegui e tenho que aproveitar melhor as chances que aparecerem”, disse Cássio, que ressaltou que a equipe quer melhorar o desempenho mesmo estando em primeiro. “Sempre dá para melhorar. Lógico que estamos satisfeitos, por sermos líder do grupo, mas sempre tem margem para melhorar e temos que evoluir a cada dia e progredir sempre”, concluiu.

O novo armador do XV também falou do ataque da equipe, já que mesmo não sendo o melhor da competição, é o mais regular, já que o Nhô Quim marcou pelo menos um gol em seus jogos. “Penso que a equipe está mais criativa. Agora eu e o Danilo (Bueno) estamos jogando como armadores da equipe e o Danilo tem uma técnica excepcional e estamos conseguindo criar bastante oportunidades para fazer gol. Poderíamos ter feito muito mais gols, nós que não soubemos aproveitar as oportunidades, porém felizmente estamos criando em todos os jogos e fazendo os gols, mas sabemos que dá para melhorar”, disse Cássio.

Por fim, Cássio falou sobre a partida contra o Noroeste, neste domingo (21), às 10h, em Bauru. Pelo que vi até agora na competição, sei que será um jogo difícil, como qualquer outro. Mesmo nos confrontos fora de casa, as equipes vêm fechada e nos respeitando. Acho que o Noroeste não será diferente, já que mesmo nos respeitando, espero jogo muito complicado, mesmo eles estando em uma colocação incomoda (quinto lugar, entre seis times)”, conclui.

Mauro Adamoli
mauro.adamoli@jpjornal.com.br