Católicos de Piracicaba celebram Santo Antônio com 3,7 toneladas do seu tradicional bolo

Tradicional bolo de Santo Antônio será entregue aos fiéis na manhã desta quinta-feira (13), em Piracicaba (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

O tradicional Bolo de Santo Antônio – padroeiro de Piracicaba – estará disponível a partir das 6h até as 13h de hoje para quem quiser adquirir um pedaço. As equipes de voluntários terminaram ontem de confeccionar o total de 3.700 quilos e 90 metros quadrados do principal símbolo do santo na cidade, neste dia 13.

De acordo com o relojoeiro Antônio Andia Neto, que há 20 anos trabalha na produção do bolo, a cada edição o resultado tem superado. “A cada ano vamos nos aperfeiçoando e bolo vai ficando cada vez melhor”, afirmou.

Voluntários fizeram a montagem do bolo ao longo desta quarta-feira (12) no Clube Coronel Barbosa, onde será feita a retirada dos pedaços que custam R$ 25 cada (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Segundo o voluntário, foram cinco dias para assar as várias partes do bolo e outros dois ara preparar o doce para venda. Neste ano, o custo será o mesmo do ano passado, R$ 25 o pedaço. Andia destacou que o bolo já foi abençoado pelo pároco monsenhor Ronaldo Aguarelli, responsável pela Catedral Santo Antônio.

Para comemorar o dia do padroeiro, um calendário especial foi preparado e será desenvolvido pela Diocese de Piracicaba durante todo o mês de junho, na Sé Catedral Santo Antônio. Hoje, na festa de Santo Antônio e feriado no município de Piracicaba, cinco missas estão programadas na Catedral: às 6h, 8h, 10h, 13h e 16h, e, como é tradição, haverá a bênção e distribuição dos pães, em todas as celebrações. Este ano também haverá a Hora da Misericórdia, às 15h.

O bispo diocesano, dom Fernando Mason, presidirá a celebração das 10h. Durante esta missa, será lançada oficialmente a Revista “Jubileu de Brilhante – 75 anos de missão e evangelização”.

A Sé Catedral Santo Antônio celebra, em 17 de junho, o 57º aniversário de sua Dedicação. Neste dia, ocorrerá, às 19h30, Celebração Eucarística presidida pelo bispo dom Fernando Mason. Trata-se de uma festa litúrgica importante para a diocese, que deve ser celebrada solenemente, pois a Catedral é a igreja-mãe da diocese, o centro da vida litúrgica.

Beto Silva