CDL aponta crescimento de 9,3% nas vendas de dezembro

Imagens: Claudinho Coradini/JP

As vendas de dezembro ficaram acima da expectativa de 8,9%, prevista pela CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Piracicaba. De acordo com a CDL Piracicaba, as vendas consolidadas do mês natalino ficaram em 9,3%, conforme pesquisa realizada nos dias de 27, 28, 29 de dezembro e 3 de janeiro. Foram entrevistados 147 lojistas.

Segundo Antonio Pedro Carvalho, vice-presidente da CDL Piracicaba, a pesquisa aconteceu nos corredores comerciais do Centro, Vila Rezende, Vila Independência, Paulista, Pauliceia, Piracicamirim, São Dimas, Santa Teresinha, Vila Sônia e Dois Córregos. Em comparação às vendas realizadas no mesmo período em outros anos, a CDL aponte que: 2015/2014 ficou em 4,3 % negativo, alcançando índices positivos em 2016/2015 (2,3 %) e 2017/2016 (3,9 %). Entre os segmentos que mais se destacaram estão confecções com 42 %, calçados e artigos de couro (26 %), eletroeletrônico (21 %) e brinquedos (14 %).

Carvalho ressalta que o crescimento já era esperado pelos lojistas, que apostavam num crescimento bem acima dos últimos quatro anos e que vinha acontecendo nas datas comemorativas do ano de 2018. “Depois de vários anos em queda e mais de 220 mil pontos de vendas que foram fechados, a abertura de mais de 5 mil pontos de vendas somente no primeiro semestre desse ano e com perspectiva de chegar a 8 mil até o final do ano, atestam a euforia dos lojistas de que esse ano o seria o marco do crescimento de nossa economia, estagnada há alguns anos”, avalia.

JANEIRO

Se dezembro é considerado o melhor mês para as vendas no comércio, janeiro já é considerado menos atrativo, exceto pelas promoções neste início de ano. “Normalmente, janeiro e fevereiro são mais fracos, até pelos gastos com IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Pode ser que pelas medidas do novo governo, principalmente em relação aos gastos públicos, que seja um período melhor que os anteriores. Mas o atrativo das vendas de início de ano são as promoções que as lojas de redes fazem em linha branca (fogão, geladeira, micro-ondas, máquina de lavar). Mas todos os segmentos devem aproveitar o movimento do povo nas ruas e fazer promoções”, enfatiza Carvalho.

(Eliana Teixeira)