CDP faz apreensões de drogas há quatro semanas seguidas

Mulher escondia droga nas partes íntimas. (Divulgação/SAP)

Os agentes de segurança penitenciária do CDP (Centro de Detenção Provisória) “Nelson Furlan” surpreenderam uma mulher tentando entrar com maconha no forro de sua calcinha, no sábado (18). Ela pretendia visitar seu companheiro, que cumpre pena na unidade. Foi o quarto final de semana seguido com registros as apreensões de entorpecentes de maneiras semelhantes.

De acordo com a SAP (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária), por volta das 9h30, uma visitante foi surpreendida tentando entrar na unidade portanto maconha nas partes íntimas. As funcionárias da unidade utilizavam o escâner corporal para as revistas nos visitantes quando notaram na imagem, que ela estava com um volume estranho, no forro  de sua calcinha.

A Polícia Militar foi acionada e a visitante foi conduzida ao plantão policial, acompanhada pelas servidoras da unidade, que realizaram a apreensão. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do preso que receberia o entorpecente.

OUTROS CASOS

Na semana passada, os funcionários do Centro flagraram a mãe e uma esposa de detento porções de maconha nas partes íntimas. Elas passavam pelo procedimento de revista com o escâner corporal, no CDP (Centro de Detenção Provisória) “Nelson Furlan” de Piracicaba. Ambas foram levadas ao plantão policial, onde foram autuadas em flagrante sob acusação de tráfico de drogas.

Segundo os funcionários da unidade, as mulheres foram surpreendidas tentando entrar na unidade, portando o entorpecente, mas as imagens do escâner corporal mostraram que elas portavam um volume estranho, no forro sua calcinha, em suas partes íntimas.

 

Cristiani Azanha