Cecílio Elias Netto apresenta novo livro sobre Piracicaba

Transformar os dois séculos e meio de história de Piracicaba em uma narrativa acompanhada de belas imagens. Foi a esse desafio que o escritor e jornalista piracicabano Cecílio Elias Netto se propôs e conseguiu realizar ao escrever o livro 250 Anos de Caipiracicabanidade, que será lançado na próxima terça-feira, às 19h, no Salão Nobre do Armazém 14 do Engenho Central, com entrada gratuita.
 
 
Editada em português e inglês pelo Icen (Instituto Cecílio Elias Netto), a obra teve pré-lançamento, para a imprensa e convidados, ontem, no Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes. O projeto contou com parcerias das empresas Caterpillar, Hyundai, Romi e Unimed, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.
 
 
A narrativa é feita pelo personagem Nhô Tonico, que faz uma viagem pelo tempo, percorrendo todos os cantos de Piracicaba. Em versos e prosas, a história do município vai sendo contada com ênfase nos acontecimentos mais relevantes dos 250 anos da Noiva da Colina, incluindo assuntos como o E. C. XV de Novembro de Piracicaba, pontos turísticos da cidade e o Salão Internacional de Humor de Piracicaba.
 
 
“Nossa missão era contar a história de todos os 250 anos da cidade, inclusive 2017. Por isso aguardamos até janeiro (de 2018), para que nada ficasse de fora”, explicou Marcelo Fuzeti Elias, presidente do Icen.
 
 
Para o autor do livro, a finalização do trabalho se compara ao nascimento de uma criança. “Eu sempre digo que as mães entendem bem esse momento de lançamento, porque a sensação é que estou entregando um filho. É um parto ao mesmo tempo doloroso e feliz”, disse Netto durante o pré-lançamento.
 
 
Prestes a completar 78 anos de idade, ele comentou sobre o processo criativo. “Tem momentos que a inspiração é tão forte que a gente nem sabe de onde vem. Só vai escrevendo e depois para para avaliar o que saiu. Piracicaba é uma cidade cheia de contos e nos fornece uma matéria-prima bastante farta”, afirmou. E acrescentou. “Piracicaba é a única cidade do Brasil onde o dialeto e sotaque são reconhecidos como Patrimônio Imaterial da Cultura. O título do livro tem a palavra ‘caipiracicabanidade’, que personifica o orgulho de todos os habitantes da cidade: o de ser caipiracicabano herdeiro de uma tradição caipira.”
 
 
SERVIÇO — Lançamento do livro 250 Anos de Caipiracicabanidade, de Cecílio Elias Netto. Terça-feira, às 19h, no Engenho Central (Avenida Maurice Allain, 454). Entrada gratuita. Informações: (19) 3302-7668.