Central de Recebimento recolhe 400t/ano de resíduos

coplacana Central possibilita aos cooperados destinarem embalagens de agrotóxicos de maneira correta. ( Foto: Amanda Vieira/JP)

Todos os anos, cerca de 400 toneladas de embalagens são processadas pela Central de Recebimento de Embalagens de Defensivos Vazias mantida pela Coplacana, em Piracicaba. O setor tem parceria com o Inpev (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) e integra as ações sociais e ambientais da cooperativa.

“Desde o início da obrigatoriedade em devolver as embalagens de defensivos, a cooperativa mantém parcerias e convênios para receber esses materiais. Na Central de Embalagens é feita a prensagem, o enfardamento e a destinação correta desses produtos. É um projeto que deu certo. Uma ação social e ambiental que traz bons resultados”, disse Arnaldo Antonio Bortoletto, presidente da cooperativa.

Ele cita que a ação desenvolvida tem sido crescente no sentido de alcance e conscientização dos produtores rurais. Em quantidade de resíduos, entretanto, a tendência é de queda, já que os produtos estão cada vez mais concentrados e, portanto, com menos frequência de descarte de embalagens.

Segundo ele, no Brasil de forma geral, 95% dos produtores rurais costumam fazer a devolução correta dos materiais após a tríplice lavagem. As embalagens são provenientes de inseticidas, fertilizantes e defensivos.

A Central de Recebimento de Embalagens Defensivos Vazias da Coplacana funciona na unidade de grãos da cooperativa, no bairro Taquaral. No local, elas são separadas, prensadas e destinadas para reciclagem ou para incineração (se puderem estar contaminadas) em empresas devidamente licenciadas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

Além do espaço físico existente em Piracicaba, a Coplacana mantém parcerias e convênios com revendas e disponibiliza postos de recebimento em Araras, Barra Bonita, Cerquilho, Jataí, Limeira e Capivari.

 

(Da Redação)