Cheias de charme e… humor!

Desde 2011, realizamos através da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo de Piracicaba), a exposição Batom, Lápis e TPM, renomeada a partir deste ano de Batom, Lápis e Humor. Depois de realizar naquela ocasião por 37 anos consecutivos, o nosso bem sucedido Salão Internacional de Humor de Piracicaba, encontramos no dia 8 de março, consagrado como o Dia Internacional da Mulher, mais uma possibilidade de contribuir com a cidade no campo das artes gráficas e lançamos despretensiosamente, uma exposição para nós mulheres, artistas do humor gráfico do Brasil e, pouco depois, artistas gráficas com estilos dos mais diversos, foram iluminando as paisagens dos nossos espaços públicos com a sua arte.

A primeira mostra ocorreu no Teatro Municipal Dr. Losso Netto; depois foram dois anos no Engenho Central, um no Senac e, por fim, nos fixamos no barracão 05, célula do Museu do Açúcar no Engenho Central e de lá não saímos mais. Saímos sim, em andanças e debates por Universidades e centros culturais de São Paulo, Campinas e este ano vamos ter uma paralela na Faculdade Anhanguera de Santa Bárbara d’Oeste. Sempre levando adiante o humor gráfico, suas provocações e o seu talento.

E fomos, aos poucos, descobrindo mulheres criativas e competentes, que nos brindaram, ano após ano, com exposições melhores constituídas e apelos conscientes para a construção de um mundo melhor, mais solidário.

O mundo do humor gráfico, antes povoado pelas nossas irrequietas meninas-personagens como a Mônica do Maurício de Sousa e Mafalda de Quino; ou mesmo depois pelas heroínas dos quadrinhos que ganharam as telas como a Mulher Gato ou a Mulher Maravilha, encontraram em mulheres humoristas do mundo todo, novos olhares e percepções. Recebemos ao longo destes nove anos, artistas de vários países, como, Egito, China, Turquia, Japão, Espanha, Polônia, Itália, Romênia, Irã, entre outros, que se incorporaram a muitas brasileiras, as quais encantaram e se firmaram a partir da nossa mostra anual.

Na primeira exposição em 2011 tivemos 1.800 visitantes e nos últimos anos, mais de 10 mil visitantes nesta exposição, igualmente um sucesso de público e de qualidade. Com pequeno investimento, muita imaginação e criatividade, vamos aos poucos construindo uma nova relação e de talentos femininos e de afetos para mais essa bem sucedida ação no campo do humor gráfico.

Temas como assédio e intolerância, sob o olhar agudo das artistas brasileiras e estrangeiras, acabam dando à nossa mostra, o necessário vigor para que ela salte através dos nossos catálogos em papel ou divulgadas no universo digital, confirmando o que o nosso projeto maior, sobre o Salão Internacional de Humor, vem tornando nossa cidade como uma referência mundial. Expresso aqui os meus agradecimentos públicos a todos aqueles que, acreditando em mais este convite e iniciativa nossa, ajudaram-nos a chegar a esta nova exposição. Em 2018 tivemos 54 artistas participando. Creio que este número será superior para a mostra de 2019, que será aberta no Engenho Central, dia 8 de março.

Fica o convite aos amigos de Piracicaba e região para se deliciarem com os trabalhos que expressam através do desenho, o universo feminino, seus sonhos, anseios, decepções e conquistas. Vale a pena conferir!