Chelsea é bicampeão da Liga Europa

Chelsea vence o Arsenal por 4 a 1 e termina a temporada com um título europeu (Foto: Divulgação/Chelsea FC)

O Chelsea-ING venceu o Arsenal-ING pelo placar de 4 a 1 na tarde da última quarta-feira (29), no Estádio Olímpico de Baku, no Azerbaijão, pela final da Liga Europa da UEFA 2018/19. Os gols saíram apenas no segundo e foram marcados por Giroud, Pedro e Hazard (duas vezes) para os “Blues” e Iwobi para os “Gunners”. Com o resultado, o Chelsea é bicampeão da Liga Europa (o primeiro título veio em 2012/13) e conquistou seu sexto título europeu, contando a Liga dos Campeões (2011/12), duas Recopas Européias (1970/71 e 1997/98) e uma Super Copa da UEFA (1998). Com o resultado, os Blues se classificaram para a Super Copa de 2019, em que enfrentaram o campeão da Liga dos Campeões (Tottenham e Liverpool fazem a final neste sábado).

O Chelsea fez os três primeiros gols da partida. O primeiro saiu aos 4 minutos do segundo tempo, após cruzamento do brasileiro naturalizado italiano Emerson da esquerda, Giroud mergulhou de cabeça para vencer o goleiro Čech, ex-Chelsea e que fez sua despedida do futebol profissional. Aos 15 minutos, Eden Hazard cruzou da esquerda para a área e Pedro Rodríguez chutou de primeira, sem chances de defesa para Čech. Quatro minutos depois, o árbitro marcou pênalti de Ainsley Maitland-Niles em Giroud. Hazard bateu com perfeição para fazer 3 a 0.

Aos 24 minutos, após um bate rebate na área, o nigeriano Iwobi, que havia entrada há três minutos, chutou de primeira, colocando no canto do goleiro Kepa, para fazer o gol mais bonito da partida. A esperança do Arsenal em uma reação terminou três minutos depois, logo após Hazard tabelar com Giroud e marcar o quarto gol do Chelsea e último tento do confronto.

Eden Hazard brilhou com dois gols e uma assistência na decisão em Baku (Foto: Divulgação/Chelsea FC)

Com dois gols e uma assistência, o belga Eden Hazard, foi eleito o craque da final pela UEFA. “Foi um jogo bom. Na primeira etapa, ambos os times estavam um pouco nervosos, por se tratar de uma final e isso é algo grande para os dois. Porém, quando Oli (Olivier Giroud) marcou, começou uma grande noite. Nós jogamos muito bem o segundo tempo, eles (Arsenal) tiveram poucas chances e quando fizemos 4 a 1, controlamos o jogo. Estou feliz te ter levantado o troféu com meus companheiros”, disse o belga, que pode sair do Chelsea nesta janela de transferências.

A nota triste da partida foi a ausência do meia do Arsenal, Henrikh Mkhitaryan, que em razão de problemas diplomáticos de seu país (Armênia) com o Azerbaijão, optou por não viajar para Baku, já que o mesmo não se sentia seguro no país que sediou a final da Liga Europa.

Mauro Adamoli