China contesta decisão dos EUA sobre produtos com folhas de alumínio

O Ministério do Comércio da China afirmou nesta quarta-feira que discorda fortemente da decisão dos Estados Unidos de que Pequim subsidiou irregularmente produtos feitos a partir de folhas de alumínio.

Os EUA desrespeitaram regras da Organização Mundial de Comércio (OMC) ao longo da investigação e prejudicaram seriamente os interesses de exportadoras chinesas, afirmou o Ministério do Comércio em comunicado. O governo chinês prometeu ainda adotar medidas para proteger seus direitos.

Os exportadores da China venderam folhas de alumínio nos EUA a preços entre 48,64% e 106,09% menores do que o valor justo, afirmou na terça-feira em nota o Departamento do Comércio americano. Segundo Washington, o governo chinês concedeu subsídios ilegais para seus produtores de folhas de alumínio de entre 17,17% e 80,97%. Fonte: Dow Jones Newswires.