Cidade não atinge meta de vacinação contra a gripe

Apenas idosos e professores do ensino superior superaram meta 90% (foto: Amanda Vieira/JP)

Piracicaba está com índice de vacinação contra a abaixo da meta de 90% estipulada pelo Ministério da Saúde. De acordo com a prefeitura, a cidade está próxima dos 83% de imunização dos grupos prioritários.

Segundo a última atualização do DVE (Departamento de Vigilância Epidemiológica) da Secretaria Municipal de Saúde, em 19 de junho, alguns grupos prioritários não atingiram a meta de 90% de cobertura: crianças (70,98%), puérperas (81,94%), gestantes (67,47%) e trabalhadores da saúde (75,51%). Somente idosos (90,47%) e professores do ensino básico e superior (110,48%) alcançaram a meta. “Foram aplicadas 120 mil doses no município. A vacina segue disponível nos posto de saúde”, informou a pasta.

Desde o dia 3 de junho, o Ministério da Saúde recomendou aos estados e municípios a estenderem a vacinação para toda a população até quando durarem os estoques da vacina nos postos de saúde. A medida tem como objetivo evitar o desperdício de doses nas localidades que não alcançaram a meta de imunização no público-alvo.

Para o secretário de Saúde, Pedro Mello, é fundamental que as famílias compreendam a importância da vacina para o bem de toda a cidade, uma vez que o contágio se dá por via respiratória e por contato físico, o que facilita a disseminação do vírus nessa época do ano. “Devemos ter uma atenção especial aos grupos prioritários, mas o estímulo para que a vacinação abranja o público-alvo esperado deve ser de todos: pais, mães, tios, avós, amigos. Porque somente com esta corrente proativa em favor da imunização conseguiremos evitar agravamentos, que podem levar à morte”, explicou.

A vacina produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que compõem a vacina, e protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS: A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09; A/Switzerland/8060/2017 (H3N2); B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87). A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença.

NACIONAL

O Brasil atingiu 90% de cobertura na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza ao imunizar mais de 53,5 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários. Também receberam a dose outras 5,6 milhões de pessoas que não fazem parte do público-alvo da campanha. No total, o Ministério da Saúde distribuiu 59,5 milhões de doses para todo o país.