Cidade registra a segunda morte por febre maculosa

Secretaria da Saúde já confirmou sete casos neste ano. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A Secretaria de Saúde de Piracicaba confirmou mais dois casos de febre maculosa na cidade. O município registra sete casos da doença, com duas mortes. De acordo com as informações da pasta, os pacientes são um homem com idade entre 30 e 39 anos, e uma menina com idade entre zero e nove anos. Em ambos os casos o tratamento evoluiu para cura. As vítimas fatais da doença em Piracicaba são um homem e uma mulher com idades entre 20 e 39 anos. A Secretaria de Saúde não divulgou os bairros onde os pacientes residem, nem o provável local onde a doença foi contraída.

No balanço divulgado ontem pela prefeitura, a cidade conta com dois novos casos de sarampo foram registrados no município, sendo uma menina com idade entre zero e nove anos, residente na Zona Oeste da cidade e um adolescente com idade entre dez e 19 anos, morador na região central. Até o momento são cinco casos confirmados da doença e todos evoluíram para cura.

FEBRE MACULOSA

No período de seca, a tendência é aumentar a proliferação de carrapatos nas áreas verdes e margens de rios, córregos e lagoas. Em Piracicaba, o Rio Piracicaba e as colônias de capivaras que vivem nas matas ciliares, animais hospedeiros dos transmissores da febre maculosa aumentam as chances de proliferação o carrapato-estrela.

Esses roedores, portanto, ampliam a possibilidade de transmissão da doença por transitarem de um local para outro em busca de alimento. Por isso, a Secretaria de Saúde alerta sobre o risco de contaminação pelo carrapato estrela para quem costuma visitar essas áreas endêmicas.

Em caso de exposição ao carrapato, é fundamental que, logo em seguida, os pais observem se não há nenhum no corpo das crianças e no próprio corpo. Os primeiros sintomas aparecem de dois a 14 dias depois da picada. Em média, sete dias depois. A doença começa com sintomas semelhantes aos de outras infecções: febre, em geral alta, dor no corpo, dor da cabeça, mal estar generalizado, náuseas, vômitos e podem aparecem pequenas manchas avermelhadas, as máculas, principalmente nas palmas das mãos e planta dos pés.

Beto Silva
[email protected]