,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Regina Volpato volta à TV aberta após 5 anos
  • As herdeiras do mundo da moda
  • Rio perde dois patrimônios de sua cultura

Samu tem viaturas com um 1 milhão de km rodados
Walter Duarte
12/08/2017 10h42
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Cinco das sete viaturas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Piracicaba estão com mais de um milhão de quilômetros rodados. A afirmação é da prefeitura, que não recebe novos veículos do Ministério da Saúde há quatro anos. Segundo a administração municipal, a alta quilometragem traz prejuízos ao serviço, já que aumenta os custo de manutenção.
“Para amenizar a situação, em 2016 o município comprou duas unidades avançadas com recursos próprios e uma terceira básica para o SITSS (Sistema Integrado de Transporte da Secretaria de Saúde), esta última adquirida pelo município em 2015. Mesmo assim, a situação é delicada para atender a demanda do município e região. Apesar de todos os problemas elencados, estamos mantendo a qualidade dos serviços à população, que tem sido assistida em suas necessidades”, afirmou a assessoria de imprensa da Secretaria da Saúde.
A frota municipal do serviço conta com seis viaturas de suporte básico e um de suporte avançado (Unidade de Terapia Intensiva). Além de Piracicaba, também são atendidas pelo Samu local as cidades Águas de São Pedro, Capivari, Charqueada, Elias Fausto, Rafard, Rio das Pedras, Saltinho, São Pedro e Santa Maria da Serra. O problema foi relatado ao Ministério Público pelo secretário municipal da Saúde, Pedro Mello, durante audiência realizada no dia 4 de agosto. 
Ao Jornal de Piracicaba, o Ministério da Saúde afirmou que não é levada em consideração a quilometragem do veículo para renovação de frota, mas sim o tempo de uso. “Conforme os critérios vigentes, são de pelo menos cinco anos sem ter recebido renovação”, informou em nota. Segundo os critérios do próprio ministério, pelo menos três viaturas estariam “vencidas”, já que cinco foram entregues em 2006, seis no período entre 2006 e 2011 e apenas três no período entre 2011 e 2013. Desde que foi implantado, o Samu local recebeu 14 veículos do governo federal. O JP questionou o órgão sobre a previsão de liberação de novas viaturas para o Samu de Piracicaba, mas não houve retorno.
Segundo a prefeitura, 14.106 pacientes foram atendidos pelo serviço no primeiro semestre. Pelo Sitss, é transportada uma média diária de 120 pacientes dentro da cidade, para atendimentos ambulatoriais, entre sentados e acamados, incluindo pacientes que precisam ser deslocados para hemodiálise. O que envolve ambulâncias e outros veículos do sistema. Isso representa uma média de 14.688 pacientes transportados por semestre, sendo 26 dias do serviço por mês. 
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar