,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • As fases de Nara Leão
  • 'Além da 9': Ronaldo deve ganhar série dirigida por Bruno de Luca
  • Há 55 anos, estreava 1ª novela diária da TV brasileira

Rodovia do Açúcar terá vias marginais em Piracicaba e Rio das Pedras
Walter Duarte
12/01/2018 11h49
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) anunciou ontem que recebeu, da concessionária Rodovias do Tietê, o pedido de licença ambiental prévia para a construção de 5,6 quilômetros de vias marginais na Rodovia do Açúcar (SP-308) nos perímetros urbanos de Piracicaba e Rio das Pedras. A previsão é de que as intervenções, previstas no contrato de concessão da estrada, comecem em 2019.
 
A licença prévia é uma espécie de atestado de viabilidade ambiental de um empreendimento. Antes de emiti-la, a Cetesb abre espaço para a manifestação de interessados, ouve órgãos estaduais, federais e municipais sobre possíveis impactos negativos e apresenta medidas compensatórias para o caso de a obra em licenciamento causar danos ambientais.
 
Após essas etapas, o órgão estadual emite um parecer técnico, que deve ser submetido ao Consema (Conselho Estadual do Meio Ambiente). Somente após receber a licença prévia é que o empreendedor pode requerer a licença de instalação, que permite o início das obras, e a de operação, que libera a sua utilização.
 
De acordo com a concessionária, Piracicaba deve receber marginais no trecho que começa no Km 162. Já em Rio das Pedras, as novas pistas começam no Km 153. Apesar de previsto desde que a empresa venceu a licitação para administrar a Rodovia do Açúcar, o investimento não foi divulgado.
 
A região tem tráfego intenso, especialmente nos finais de tarde, por conta do retorno para casa de moradores de bairros como Cecap, Eldorado, Santa Rita e Taquaral, além de estudantes que frequentam a Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). A região abriga ainda o hospital regional, que deve entrar em operação em março. 
 
A Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte) considera a obra importante porque separa o tráfego local do rodoviário. “Esse é o principal objetivo de se construir marginais e perímetros urbanos. Dividir os tráfegos. Isso ajuda na fluidez do trânsito e, principalmente, dá mais segurança”, explicou o secretário Jorge Akira.
 
Ainda de acordo com o secretário, o perímetro urbano de Piracicaba já conta com pequenos trechos de marginais que, agora, devem ser interligados. “Tivemos acesso ao projeto assim que a licitação para conceder a Rodovia do Açúcar foi concluída e ele será muito importante para a cidade. Ela possui alguns trechos com marginal nas proximidades de algumas empresas. Agora deve haver a ligação entre eles para formar uma via única”, completou.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar