,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Campanha do Agasalho movimenta escolas
  • Rosana Fessel, a Maria da Penha de Piracicaba
  • Moradores de rua abandonam o vício e tentam dar a volta por cima

Bancos:investigada conexão entre roubos em Mombuca e Piracicaba
Cristiani Azanha
17/05/2018 12h32
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
 
Uma ação conjunta para troca de informações entre a Polícia Federal de Piracicaba e a Polícia Civil será realizada na tentativa de identificar se a mesma quadrilha agiu nas invasões ao Bradesco, em Mombuca - caso que ocorreu na madrugada de ontem - , e à agência da Caixa, em Piracicaba, no último dia 10.
 
O delegado da PF, Florisvaldo Neves, disse que as ações dos criminosos foram semelhantes. “Como no caso de Mombuca a ação foi realizada contra a agência do Bradesco, a investigação será realizada pela Polícia Civil daquela região, no entanto, iremos compartilhar as informações a possibilidade de que sejam os mesmos indivíduos (que atuaram no assalto à Caixa)”, afirmou o delegado.
 
No caso de Mombuca, a ação ocorreu às 3h50 da madrugada. Um caixa eletrônico foi danificado e tentaram abrir o cofre do banco. Foram realizadas pelo menos quatro explosões. O bando também fez vários disparos com armas de grosso calibre e chegou a atirar e um transformador. Não há previsão de quando a agência será aberta. Os criminosos fugiram sem levar nada. A mesma agência já foi invadida oito vezes desde 2011.
 
 
PIRACICABA - Os moradores do Centro de Piracicaba ficaram em pânico após cerca de 30 minutos de disparos com armas de grosso calibre, além de explosões em caixas eletrônicos, no interior da agência da Caixa, na madrugada do dia 10. Cerca de 20 assaltantes participaram do roubo. Apurações dão conta que eles conseguiram ter acesso ao cofre principal do banco e fugiram levando uma quantia não informada em dinheiro e joias. Pelo menos seis apartamentos de um prédio no cruzamento das ruas Santo Antônio e Prudente de Moraes tiveram as paredes atingidas pelos disparos. Alguns moradores esconderam-se nas escadas, com medo. Três suspeitos de envolvimento no roubo prestaram depoimentos na Delegacia da Polícia Federal. O Gate (Grupo de operações Táticas Especiais, da PM) esteve na cidade para remover o restante de explosivos que os bandidos deixaram em uma mochila no interior da agência. 
 
Oito carros usados no roubo foram abandonados em rodovias e canaviais de Piracicaba, Iracemápolis e na rodovia dos Bandeirantes, entre Hortolândia e Sumaré. Destes, uma caminhonete caiu no ribeirão do Piracicamirim, e outro veículo totalmente incendiado foi localizado pela polícia na Estrada do Ceasa. Um utilitário usado pelo bando conseguiu ter acesso ao estacionamento do banco. A porta de entrada da agência ficou totalmente destruída e paredes no interior foram ao chão, após as explosões. A agência foi aberta ao público somente na última segunda-feira (16).
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar