,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Festa de Tupi será neste sábado; festejos de São João começam às 6h
  • Campanha de vacinação contra gripe termina sexta
  • TCE julga irregular contrato do Semae

Lar dos Velhinhos receberá Prêmio Zilda Arns amanhã
Da redação
12/06/2018 14h31
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
(Arquivo/JP)
 
O Lar dos Velhinhos de Piracicaba receberá amanhã o prêmio Zilda Arns pela Defesa e Promoção dos Direitos da Pessoa Idosa. Idealizado pela Câmara dos Deputados, no ano passado, o prêmio é conferido a pessoas e entidades assistenciais que se destacaram por suas contribuições em defesa dos direitos das pessoas idosas. O diploma de menção honrosa será entregue na sessão solene no Plenário Ulysses Guimarães.
 
O Lar foi indicado pela deputada federal Ana Perugini (PT), e, em 9 de maio, foram divulgadas as quatro instituições vencedoras. O Lar dos Velhinhos é conhecido como a “Primeira Cidade Geriátrica do Brasil”, por ser pioneiro na assistência integral a pessoas com mais de 60 anos e, agora, se torna a primeira entidade do interior do Estado de São Paulo a receber esse prêmio. 
 
O Lar dos Velhinhos foi fundado em agosto de 1906 por empresários de Piracicaba e atualmente atende cerca de 500 homens e mulheres com mais de 60 anos, garantindo alimentação, moradia, higiene, vestuário, saúde preventiva, fisioterapia, terapia ocupacional, serviço social, psicologia, enfermagem, acupuntura, nutrição, recreação, dentista, entre diversos outros atendimentos médicos. Este ano o Lar completa 112 anos.
 
Outros homenageados pelo prêmio Zilda Arns são a Conferência Vicentina de Lages (SC), o Instituto Juvino Barreto (RN), a Pastoral da Pessoa Idosa do Paraná e a promotora de justiça paulista Anna Trotta Yaryd, do Fórum Regional do Jabaquara, em São Paulo.
 
O Prêmio Zilda Arns, criado em setembro de 2017, consiste em um diploma de menção honrosa, concedido a até cinco instituições ou pessoas que contribuem ou contribuíram ativamente na defesa dos direitos das pessoas idosas. Seu nome reverencia Zilda Arns Neumann, médica pediatra que atuou em causas humanitárias e sanitaristas, dentro e fora do país, e foi uma das fundadoras e coordenadora internacional da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa, organismos de ação social da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). Zilda morreu em janeiro de 2010, no terremoto que deixou cerca de 300 mil mortos, no Haiti.
 
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar