,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Festa de Tupi será neste sábado; festejos de São João começam às 6h
  • Campanha de vacinação contra gripe termina sexta
  • TCE julga irregular contrato do Semae

Projeto ‘Fios do Bem’ é exemplo de solidariedade
Da redação
11/06/2018 13h49
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
(M. Germano/JP)
 
Amanda Camolesi, 22 é a idealizadora do projeto ‘Fios do Bem’ e desenvolve na cidade um trabalho social que consiste em confeccionar tocas de lã em formato de tranças, ou outras artes, imitando cabelo, para serem doadas gratuitamente para crianças vítimas de câncer, cujo tratamento intensivo resulta na queda dos cabelos. 
 
Amanda foi diagnosticada em 2015 com Lúpus e relata que o tratamento da enfermidade, uma quimioterapia chamada pulsoterapia, provocou a queda dos seus próprios cabelos. “Eu também fiquei careca então eu entendo qual é o sentimento. Há quatro meses surgiu a vontade de iniciar o projeto. Quando uma menina perde o seu cabelo, sua auto-estima vai a zero e por isso a doença pode se agravar”, explica Amanda.
 
Além de Camolesi, Fernanda Fidelis Bueno e Rosani Fidelis Oliveira, também são responsáveis pelo projeto e acreditam que um ato singelo como este podem contribuir para aumentar a auto-estima das crianças melhorando assim seu estado físico. “Com esse projeto podemos levar a alegria até essas pessoas, gerando a esperança de dias melhores”, explica Amanda.
 
A pastora Rosani Fidelis Oliveira, 49, também faz parte da comissão organizadora e explica que o projeto tem um significado muito importante na sua vida. “Eu percebo que após o diagnóstico as crianças tem os sonhos interrompidos e a nossa missão é trazer a alegria de volta para elas”, diz Rosani, esperançosa. 
 
As organizadoras precisam de materiais para produzir as perucas e pedem doações. São necessários lã grossa, fitas de cetim, aparelho de chapinhas para alisar os fios, agulhas de tapeçaria, agulhas de crochê número 4, fita métrica, elásticos de 5 centímetros de largura, cola quente, cola branca, placas de E.V.A de todas as cores, alfinetes, tesouras, rendas, tecidos, feltros e lantejoulas.
 
Os interessados em contribuir com a causa podem fazer doações nos seguintes pontos de arrecadação: Torcida Esquadrão do XV, localizado na rua São José, 1305, no Centro, no estádio Barão de Serra Negra, na rua Silva Jardim, 849, Bairro Alto, e na loja Xodo Artesanato (ponto de venda e arrecadação) que fica na rua Benjamin Constant, 1318, Centro.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar