,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Festa de Tupi será neste sábado; festejos de São João começam às 6h
  • Campanha de vacinação contra gripe termina sexta
  • TCE julga irregular contrato do Semae

Última semana para vacinação contra a gripe
Felipe Poleti
12/06/2018 12h02
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
(Claudinho Coradini/JP)
 
A campanha de vacinação contra à gripe (Influenza) termina nesta sexta-feira (15). Balanço da Vigilância Epidemiológica (VE) de Piracicaba sobre a campanha nacional mostrou que 61,92% dos grupos prioritários foram vacinados, equivalente a 52.436 doses aplicadas. 
 
De acordo com a Secretaria de Saúde, o grupo dos idosos obteve melhor desempenho até o momento, com 33.895 pessoas vacinadas, correspondente à cobertura de 73,33%. Os trabalhadores da saúde também despontam, com cobertura de 72,48%, o que representa 8.887 pessoas imunizadas. O público com menor desempenho continua sendo as crianças, com 7.603 doses e 35,41% de cobertura. “Foram vacinadas também outras 7.523 pessoas com alguma comorbidade. No total geral, foram 72.284 doses aplicadas. Há poucos dias para o fim da campanha, o município continua longe da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, de vacinar 90% dos grupos prioritários”, informou a pasta.
 
Até sexta-feira, 68 unidades da Atenção Básica estão atendendo na zona urbana, sendo nos Crabs (Centro de Referência da Atenção Básica - exceto da Paulista) e UBSs (Unidade Básica de Saúde), das 8h às 15h, e USFs (Unidade de Saúde da Família), das 8h às 16 horas. A recomendação da Secretaria de Saúde é que as pessoas que ainda não se protegeram, que procurem os postos de saúde o mais rápido possível, pois com a chegada do inverno a tendência é aumentar os casos de doenças respiratórias.
 
Conforme explica o secretário Pedro Mello, a vacina é a maior garantia de proteção contra a gripe e suas complicações, já que a doença se não tratada corretamente pode levar a morte, principalmente de crianças, idosos, gestantes e doentes crônicos; pode predispor à pneumonia e agravar outras doenças, como enfisema pulmonar. “A campanha é muito importante para que a população possa se prevenir e evitar maiores complicações com a saúde, preservando assim a saúde de toda a família, principalmente nesse período do ano (outono/inverno) em que o vírus da doença está em maior circulação no país”.
 
 
SÃO PAULO - Balanço da Secretaria de Estado da Saúde, baseado nos dados informados pelos municípios, mostra que SP já imunizou cerca de 8,5 milhões de paulistas. No Estado, a meta da campanha é vacinar 10,7 milhões de pessoas contra o vírus Influenza. A campanha, que ocorre desde 23 de abril, já vacinou cerca de 3,9 milhões de idosos; mais de 1 milhão de crianças; mais de 211 mil gestantes e aproximadamente 59 mil puérperas (mães que tiveram filhos nos últimos 45 dias), entre outros. 
 
Considerando a meta, ainda é preciso vacinar cerca de 2,2 milhões de pessoas. O alerta especial na reta final da campanha é para crianças e grávidas, que ainda apresentam cobertura vacinal de 47% e 50%, respectivamente. Todas as regiões abrangidas pelos 17 Departamentos Regionais de Saúde (DRSs) têm cobertura vacinal superior a 73%. Na região de Piracicaba, foram vacinadas 287,4 mil pessoas. “Em 2018, até o momento, foram notificados 458 casos de SRAG no Estado de São Paulo atribuíveis ao vírus Influenza, causador de gripes, e 71 óbitos. No ano de 2017, foram 1.021 casos e 200 óbitos”, informa a pasta estadual.
 
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar