Clima de otimismo

Com a primeira parcela do 13º engrossando os orçamentos domésticos, os preparativos do comércio para as vendas de final de ano e a iluminação de pontos turísticos da cidade, que será inaugurada nesta quinta-feira à noite, o clima de Natal deve ficar completo. Tudo indica que o consumidor deve voltar a comprar e o otimismo para o final de ano cresceu, segundo o Índice de Confiança do Consumidor Piracicabano (ICC), apurado mensalmente pelo Sindicato do Comércio Varejista de Piracicaba (Sincomércio Piracicaba). A alta foi de 45,4% em novembro em comparação com o mês anterior. Leia mais informações na matéria de Eliana Teixeira nesta edição.

O Índice de Confiança do Consumidor Piracicabano atingiu 150.1 pontos, o maior desde de fevereiro do ano passado, quando foi lançado. Foi a primeira vez o índice ficou acima dos 150 pontos, o que reflete grande otimismo do consumidor piracicabano. A pontuação varia de zero (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total). Outras variáveis apontam para retormada da economia, como o resultado positivo no Black Friday que ficou em 8,5% nas lojas físicas da cidade, especialmente, pelas procura por eletroeletrônicos, eletrodométicos (linha branca) e smartphones, que são os queridinhos dos consumidores.

Muitas empresas aproveitam a data para lançar produtos, que acabam chamando a atenção dos consumidores e gerando movimento e vendas. A própria decoração das lojas é um atrativo.
A Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba) também lançou uma campanha para incentivar a negociação de débitos antigos liberando os consumidores para novas compras, além disso, muitos trabalhadores aproveitam os recursos extras do 13º para quitar contas que ficaram pendentes durante o ano. A injeção de recursos anima trabalhadores, comércio e serviços que há anos amargam resultados nada animadores.

Ao mesmo tempo, a indústria e serviços voltaram a gerar empregos na cidade, o que também dá certo alívio a trabalhadores que amargavam a fila do desemprego e gera confiança para o consumo.
A grande expectativa dos diversos setores está marcada no calendário como 1º de janeiro, dia em que uma nova equipe assume o Governo Federal. o que para muitos é o início de um novo ciclo e pode atrair e dar segurança a investidores.

(Alessandra Morgado)