CMSE aprova desligamento de termelétricas fora da ordem de mérito

CMSE aprova desligamento de termelétricas fora da ordem de mérito
Fonte: Agência Brasil

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) decidiu hoje (3), em reunião extraordinária, desligar as usinas termelétricas despachadas fora da ordem de mérito a partir do próximo sábado (6). De acordo com o CMSE, o motivo são as condições hidrológicas da Região Sul e as ofertas competitivas de importação de energia da Argentina e do Uruguai.

“Considerando que as condições hidrometeorológicas da região Sul apresentaram melhoria, passando a contribuir energeticamente com os demais subsistemas do Sistema Interligado Nacional – SIN, e as ofertas competitivas de importação de energia a partir do Uruguai e da Argentina, o Comitê decidiu desligar as usinas termelétricas despachadas fora da ordem de mérito de custo, a partir da 0h do dia 6 de outubro, sem que haja comprometimento dos estoques armazenados nas cabeceiras dos rios Grande e Paranaíba”, informou em nota o comitê.

As usinas tiveram o acionamento aprovado no início de setembro fora da ordem de mérito. A decisão do CMSE foi aplicada para as usinas com Custo Variável Unitário até R$ 766,28/MWh e diz respeito a um conjunto de 14 usinas. Pesou na decisão do comitê, que é responsável por monitorar as condições de abastecimento e o atendimento ao mercado de energia elétrica do país, o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas, principal fonte de geração de energia no país.

A ordem de despacho das usinas, feita pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), é definida pela energia de menor custo, em geral as hidrelétricas, até as térmicas de maior custo, fora da ordem de mérito de custo econômico.

Chuvas

De acordo com o CMSE, nos próximos sete dias, haverá maior acumulação de chuvas na Região Sul, com a possibilidade de superar a média histórica nas bacias do subsistema sul e no setor que atende a usina hidrelétrica de Itaipu.

“Para a segunda semana, os modelos disponíveis divergem da previsão para o centro sul do país, indicando baixa confiabilidade dos montantes de precipitação previstos. No entanto, os mesmos sugerem continuidade de precipitação na região Sul e a ocorrência de chuva ainda de forma irregular em parte das regiões Sudeste e do Centro-Oeste”, informou o comitê.

Já nas bacias dos rios Grande, Xingu e a montante de Três Marias, no rio São Francisco, o cenário mais provável é de chuvas próximas à média. O CMSE disse que não são esperados acumulados expressivos na bacia do rio Tocantins.

Eleições e ENEM

Na reunião desta quarta-feira (3), o CMSE disse que serão adotadas medidas complementares de segurança durante as eleições de outubro e nos períodos de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para garantir o suprimento de energia nestas datas.

“O ONS [Operador Nacional do Sistema] deverá propor medidas especiais de segurança a fim de garantir o suprimento de energia elétrica em situações decorrentes de eventos de grande relevância, durante o período de operação especial das Eleições 2018 serão adotadas medidas complementares para assegurar a operação do Sistema Interligado Nacional – SIN, com grau adicional de segurança. Da mesma forma, para o período de realização do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem também serão adotadas medidas complementares visando um grau adicional de segurança à operação”, disse o CMSE.

CMSE aprova desligamento de termelétricas fora da ordem de mérito