Com mais de 20 atividades, 3ª Flipira começa hoje

flipira Artistas locais prepararam programação literária gratuita em três dias de evento. ( Foto: Divulgação)

A 3ª edição da Flipira (Festa Literária de Piracicaba) traz, hoje, mais de 20 atividades gratuitas em vários espaços culturais. A programação segue até dia 21 com exposições, feira, lançamento de livros, saraus, palestras, programação infantil e infanto-juvenil, contação de histórias e entre outras atividades. A Flipira é coordenada pelo Clip (Centro Literário Piracicabano) e Golp (Grupo Oficina Literária de Piracicaba), com apoio da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo), APL (Academia Piracicabana de Letras), Recanto dos Livros e IHGP (Instituto Histórico e Geográfico). Neste ano, os homenageados serão Lino Vitti, poeta da cidade e Castro Alves.

A abertura será às 19h na Biblioteca Municipal Ricardo Ferraz de Arruda, com a exposição Um Recorte sobre a Obra de Thales Castanho de Andrade e seu livro Saudade. Também acontece o lançamento do livro A Baratinha Assanhada e o Gafanhoto Arteiro e a palestra com o professor e historiador, Armando Alexandre dos Santos.

Amanhã, às 9h, haverá exposição ‘Piracicaba em Letras & Imagens’, no Casarão do Turismo. A população também participará do momento Castro Alves, com os escritores Esio Pezzato, Irineu Volpato e João Batista Athayde. Às 17h, tem o Sarau Literário Piracicabano em homenagem à Ana Marly de Oliveria Jacobino, com o grupo Encontro Cultural.

No domingo (21), às 10h, no entorno do Casarão do Turismo, com o projeto Flipirinha (para crianças). No mesmo dia tem sarau com o cantor Kilder Jarier, homenagem ao príncipe dos poetas, Lino Vitti. A partir das 12h, terá programação infanto-juvenil, com lendas amazônicas e lançamento dos livros infantis Nhô Lica o Colecionador de Pedras e A Lenda da Inhala Seca. Das 16h às 17h, o público poderá participar da gravação do programa Balaio Trançado de Histórias, da Rádio Educativa FM, com a escritora Carmelina de Toledo Piza. Ainda no domingo, serão vendidos livros novos e usados, no valor de R$ 5 a R$ 10. Toda a renda será destinada ao Lar dos Velhinhos.

( Da Redação)