Começa demolição de prédio do 5º DP, em Santa Teresinha

A Prefeitura de Piracicaba iniciou semana passada a demolição do prédio do 5º DP (Distrito Policial), na rua Corumbataí, em Santa Teresinha, mas a divulgação ocorreu somente ontem. Em 29 de janeiro, a prefeitura já havia confirmado ao JP que o imóvel seria demolido. A previsão da administração é que os trabalhos sejam concluídos em 20 dias. Mas, por enquanto, não há planos para construção de um novo prédio para abrigar a delegacia, no mesmo local. O presidente do Conseg (Conselho de Segurança), Márcio José Pereira, disse que a construção não deve ocorrer neste ano, porque a obra ainda não foi incluída no orçamento do município. O conselho já se movimenta para garantir os recursos no orçamento deste ano para a construção no ano que vem.
 
Em nota, a prefeitura informou que a demolição começou depois que a Polícia Civil retirou materiais que estavam no prédio. “Segundo informações da Semob (Secretaria Municipal de Obras), o telhado já foi retirado, além de janelas internas. O próximo passo será retirar janelas e grades externas, para depois levar máquinas e demolir as paredes. Todo o processo deve ser finalizado em cerca de 20 dias”, traz a nota. Segundo a administração, não há planos para a construção de um novo prédio no mesmo local.
 
A derrubada do imóvel vai de encontro ao pedido do Conseg (Conselho de Segurança). Desativado, o imóvel era utilizado por usuários de drogas e moradores de rua, o que gerava insegurança na região. A demolição do imóvel e construção de um prédio mais moderno para o 5º Distrito Policial no mesmo local já havia sido solicitado em abaixo assinado com 1500 assinaturas entregues à Secretaria de Segurança Pública, mês passado. O projeto do novo prédio, com 415 metros quadrados, já foi aprovado pelo delegado seccional Glauco Rufino. 
 
Contudo, ainda não há previsão da construção . Segundo o presidente do Conseg, Márcio José Pereira, a prefeitura só vai ter condições de construir outro prédio no local ano que vem. É que a obra precisa ser incluída no orçamento do município neste ano, para poder ser executada ano que vem. “A obra não estava inserida no orçamento da cidade, mas o prefeito (Barjas Negri) tem condições de erguer aquele prédio, porque o bairro necessita desse investimento”, disse o presidente. De qualquer forma, o conselho já conversa com os vereadores para inserir a obra no orçamento de 2018. (Claudete Campos)