Começam as obras para construção da nova sede da 5ª Cia da PM

Projeto da prefeitura foi realizado em parceria com a Polícia Militar; prazo de conclusão é de 210 dias. (Foto: Divulgação)

As obras de construção da nova sede da 5ª Companhia da Polícia Militar, em Santa Teresinha foram iniciadas neste semana. A limpeza da área já está sendo feita e, posteriormente, será executada a terraplenagem do terreno. Localizada na rua João Eugênio Piedade com a avenida Corcovado, a unidade atenderá a região que abrange os bairros Nova Piracicaba, Vila Rezende, Areão, Mário Dedini, Santa Teresinha, Santa Rosa, além de Ártemis, Santana e Santa Olímpia. O projeto foi feito em parceria com a Polícia Militar. Atualmente a 5ª Cia funciona na Avenida Presidente Kennedy, 918.

A construção terá cerca de 400 metros quadrados e salas distribuídas entre banheiros masculinos, feminino e acessível, sala de atendimento ao público, vestiários, cozinha/ refeitório, arquivo e depósito, entre outros, além de estacionamento e área para as viaturas. O prazo para conclusão dos serviços é de 210 dias.

O prefeito Barjas Negri ressaltou que a nova sede vai intensificar a segurança na cidade. “Santa Teresinha é uma cidade dentro de Piracicaba, com mais de 100 mil habitantes e com equipamentos sociais, bancos, escolas. Lamentavelmente, perdeu bases da Guarda Civil e da PM, construídas pela população. Instalamos uma inspetoria da GC no Parque Natural e agora, após discutir com a PM e a Câmara, vamos realizar a construção desse novo espaço e ampliar ainda mais a atuação da segurança na cidade e oferecer uma melhor estrutura aos profissionais da PM”, complementou.

De acordo com o comandante da 5ª Cia, Capitão Saulo Vieira Runho, o projeto desenvolvido em parceria com a Prefeitura atende as necessidades, desde disposição das salas e normas de segurança, além da localização. “Hoje, a 5ª Cia. tem mais de 80 policiais e está em uma casa de 220 metros quadrados, que não atende as necessidades. A nova sede vai dar mais conforto aos PMs e um melhor atendimento do público”, afirmou o policial.

Da Redação