Comunidade arrecada dinheiro para filhos de mulher assassinada

Moradores do bairro São Mateus fazem ação para ajudar financeiramente a mãe de Celise Domingues. (Foto: Amanda Vieira/JP)

A comunidade do bairro São Mateus iniciou a segunda etapa para arrecadações para ajudar os irmãos de um e três anos. Agora, eles farão doações em dinheiro diretamente na conta bancária da avó materna, Adélia Rossetti que tem 72 anos e está cuidando netos. As crianças tiveram a mãe, a gerente Celise Valentina Domingues, 32, que foi assassinada com golpes de marreta pelo marido. O agressor foi preso no mesmo dia do crime, na casa da família, no bairro Vale do Sol, na região do Balbo, no último dia 24.

A comerciante Sandra Fagundes de Souza, disponibilizou sua padaria e mercearia como um dos pontos de arrecadação para fraldas, leite em pó, leite de caixinha e mantimentos, mas já suspenderam devido à solidariedade das pessoas que se comoveram com a situação dos irmãos e ajudaram. “Tivemos muito apoio, conseguimos uma grande quantidade de fraldas e mantimentos. Suspendemos provisoriamente, porque alguns mantimentos poderiam estragar. Ficamos agradecidos com a colaboração”, afirmou.

O peixeiro Tiago José Grandi Teixeira começou uma campanha, desta vez, por depósito na conta bancária da avó das crianças. “Disponibilizamos o número da conta bancária da avó, com autorização da advogada que acompanha o caso. Já soubemos de um caso de uma mulher de Ribeirão Preto, que pediu dinheiro em nome da família. Tentamos localizá- -la, mas ela tirou todas as páginas das redes sociais do ar”, advertiu Teixeira.

DOAÇÕES

A conta para doações é em nome da aposentada Adélia, por meio de sua conta-corrente na agência 0056-6, do Banco do Brasil. O número da conta é 147.586.366-4.

A iniciativa deverá ser realizada pelo período de seis meses, para custear as despesas da casa e com as crianças, pois a liberação do dinheiro das contas bancárias deverá ser realizada somente após a realização do inventário da gerente.

Os dois irmãos de um e três anos, que são filhos da gerente Celise Valentina Domingues , 32, que foi assassinada com golpes de marreta, no interior de sua casa no bairro Vale do Sol, na região do Balbo, no último dia 24. Após a prisão do principal suspeito, o marido, um corretor de imóvel de 28 anos, as crianças estão sob os cuidados da avó materna, que tem 72 anos.

“A mãe da Celise já passou a fazer acompanhamento com uma psicóloga. Ela ainda está em choque e tem dificuldades de voltar para o bairro. Por enquanto está na casa de parentes, com seus netos”, afirmou Teixeira.

Cristiani Azanha
[email protected]