Confiança do consumidor cresce pelo quinto mês consecutivo

O ICV-P (Índice de Confiança no Varejo de Piracicaba) teve em dezembro do ano passado a quinta alta consecutiva. O levantamento, feito pela Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba) em parceria com a Ejea/Esalq-USP (Empresa Júnior de Economia e Administração), apresenta resultados positivos desde agosto de 2017, fato que caracteriza um ambiente, ainda que de forma tímida, mais favorável às vendas.
 
Em dezembro, o indicador teve variação positiva de 3,9% em comparação a novembro do mesmo ano. O índice passou de 118,70 para 123,33 pontos de um mês para o outro, na análise. “Apesar de alguns indicadores demonstrarem o início da retomada econômica, 2017, sobretudo no primeiro semestre, foi um ano crítico para o varejo, o que reflete indiscutivelmente nas expectativas para 2018. Além disso, os empresários precisarão lidar com diversos eventos em 2018, como os feriados prolongados, Copa do Mundo e eleições, que deverão influenciar nas vendas, já que alteram o calendário do país” , avalia o presidente da entidade, Paulo Roberto Checoli.
 
O ICA (Índice de Confiança Atual) seguiu na mesma toada: apontou um aumento de 10,69% no período, subindo de 127,62 em novembro para 141,27 em dezembro/17. O ICA mede a confiança dos varejistas em relação à economia e às vendas no mês. Essa percepção mais otimista por parte dos empresários em relação ao varejo local também pode ser verificada por meio da variação positiva do sub-índice nas vendas atuais: 4,89%. Neste caso, a avaliação é de que as vendas da Black Friday podem ter refletido favoravelmente. 
 
Em dezembro/2017, dentro dos segmentos isolados, um dos setores com maior destaque na análise é o de Alimentação, cujo índice geral apresentou aumento de 6,25%. Outro segmento com índice positivo neste período foi, novamente, a habitação, que subiu 5,08%. O setor de vestuário teve índice geral de 0,61%, quando comparado ao mês anterior. O setor de higiene e cuidados pessoais também seguiu em alta, com variação de 0,95%. 
 
De acordo com dados do Boletim Focus – Relatório de Mercado, publicado pelo Banco Central em 5 de janeiro/18, a expectativa de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2017 é de 1% e estima-se que a inflação fique em 2,79%. Quanto à produção industrial, o boletim indica uma expectativa de crescimento de 2,25%.