Confiança do empresário industrial cai em abril, mostra CNI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) caiu neste mês. De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 19, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o indicador recuou 2,3 pontos em relação a março e ficou em 56,7 pontos, numa escala na qual valores acima dos 50 pontos significam otimismo com os rumos da economia e dos negócios.

A entidade destacou que, apesar da queda, o ICEI ainda é superior à média histórica de 54,2 pontos.

O indicador também continua acima da linha divisória dos 50 pontos, que separa a confiança da falta de confiança. Na comparação com abril do ano passado, a melhora é de 3,6 pontos.

Ainda assim, o recuo em abril interrompeu dois meses de estabilidade no índice, que havia também crescido por seis meses consecutivos – de agosto a janeiro.

“O resultado de abril acende o sinal amarelo e indica revisão das expectativas dos empresários por conta do ritmo de recuperação da economia, que está mais lento do que o previsto no fim do ano passado”, avaliou o economista da CNI Marcelo Azevedo.

Dentre as variáveis que compõem o ICEI, o Índice de Condições atuais recuou 2 pontos, para 51,5 pontos em abril. “Isso indica que ainda há uma percepção de melhora dos negócios, ainda que menos significativa que no mês passado”, ressalta o documento.

Já o Índice de Expectativas caiu 2,3 pontos, para 59,4 pontos. A pesquisa foi realizada entre os dias 2 e 12 de abril com 2.780 empresas do setor industrial.