Consumo de bebidas alcoólicas é proibido em postos de combustível de SP

O governador de São Paulo João Dória (PSDB) sancionou, ontem, lei que proíbe o consumo de bebida alcoólica fora das dependências dos postos de combustíveis em todo o estado. A medida já está em vigor e o proprietário que for pego descumprindo a nova lei sofrerá sanções pelos órgãos fiscalizadores, que vão desde multa até a interdição local do estabelecimento. As vendas destas bebidas nos postos continuam permitidas.

Em Piracicaba, a medida pegou de surpresa os proprietários de postos de combustíveis. Augusto César Ferreira dos Santos, gerente de um posto na Paulicéia, disse que a atitude é “semi-corajosa” já que, para ele, não fazia sentido campanhas falando para não dirigir caso beba se permitia o livre consumo nos postos. “Ajudará a melhorar a segurança, não apenas no estabelecimento, já que tivemos brigas há alguns anos, como também no trânsito”, completa Santos.

O gerente lembrou que a medida impactará no movimento, porém não será algo negativo. “Com essa lei, mais famílias irão parar nos postos, já que as mesmas ficam receosas quando várias pessoas alcoolizadas estão nas dependências, além de que elas podem desfrutar mais do ambiente do posto, para tomarem café, suco, sanduíche, por lá mesmo”, explica.

A medida não agradou a todos. Luiz Carlos Santos, gerente de um posto, achou exagerada a medida. “Achei excessiva. O cliente que vem aqui, gosta de ficar do lado de fora, porém ele toma duas ou três cervejas. Ele não fica tomando ao ponto de ficar alcoolizado”, disse.

Na visão de Luiz Santos, essa medida apenas atrapalhará os negócios, porém vai se adequar a ela. “Neste posto, o pessoal não gosta de ficar dentro da loja de conveniência, ficam ao ar livre. Temos um gramado do lado do posto que podemos usar para abrir mais espaço aos clientes”, disse.

De acordo com a nova lei, os estabelecimentos devem conter avisos, em local visível, sobre a proibição. As advertências aos infratores ficam sob responsabilidade do dono do local. Quem for pego desrespeitando a lei sofrerá sanções que vão de multa, suspensão do fornecimento de produtos e serviços ou da atividade, interdição parcial ou total do estabelecimento e cassação de licença da atividade ou estabelecimento.

Mauro Adamoli

mauro.adamoli@jpjornal.com.br