Contra a dengue

 

O que as pessoas não podem é deixar o mosquito da dengue se proliferar desordenadamente. Todos são responsáveis no combate da doença

Todo mundo sabe que a dengue é uma doença grave, que pode causar a morte. Apesar de estarmos no século da tecnologia e das mídias sociais, muitas pessoas ainda desconhecem a importância da prevenção. Reportagem publicada nesta edição da jornalista Fernanda Moraes mostra que, todos os dias, um imóvel abandonado é notificado ou multado pelo Centro de Controle de Zoonoses.
Segundo o CCZ, cerca de 30 imóveis abandonados são notificados todos os meses porque os agentes de controle de vetores não conseguem entrar nos imóveis para fazer a vistoria e a prevenção.

Segundo o CCZ, 20% dos proprietários desses imóveis são notificados porque os proprietários não respeitam o prazo de 48 horas para que entrem em contato com a equipe para solucionar o problema. Um agravante é que os moradores não permitem a entrada das equipes com receio de assaltos.

Apesar de o município ter registrado pouquíssimos casos de dengue até agora, 11, a prevenção é de suma importância, para evitar que volte a registrar uma epidemia. O CCZ age de forma correta. Os proprietários de imóveis abandonados têm que ser responsáveis e evitar acúmulo de água parada, a principal forma de transmissão da doença. Nem precisariam ser notificados, se fossem conscientes.

As pessoas têm que colaborar com as equipes. Se tiverem dúvidas, liguem na prefeitura e perguntem se as equipes de combate à dengue estão atuando na sua região. Exigir a apresentação de credencial também é fundamental. O que as pessoas não podem é deixar o mosquito da dengue se proliferar desordenadamente. Todos são responsáveis no combate da doença. Cada um deve fazer a sua parte. Somente assim, as próximas estações, Primavera e Verão, épocas em que ocorrem a maior proliferação do mosquito, não serão tão problemáticas.

(Claudete Campos)