Copla Campo abre 4ª edição hoje com 75 expositores

A unidade de grãos da Coplacana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo) recebe, a partir de hoje, a 4ª edição do Copla Campo. O evento, voltado para a tecnologia na produção agropecuária, contará este ano com 75 expositores, 25 a mais do que na edição do último ano, que recebeu mais de dois mil visitantes. 
 
Segundo o diretor administrativo da cooperativa, Marcos Farhat, o aumento é resultado direto do volume de negócios realizados a cada ano na feira. “As empresas parceiras percebem que a cooperativa faz um trabalho sério e isso resulta em negócios. Cada ano que passa, as empresas que ficaram de fora se interessam em participar no ano seguinte”, avaliou.
 
Neste ano, as áreas de demonstrações foram planejadas com o que há de melhor em tecnologias de produção de cana-de-açúcar, soja e milho. Também foi implantado um espaço preparado para a realização de testes com demonstrações de implementos e mapeamento de área com drones. “O objetivo maior do Copla Campo é trazer e demonstrar tecnologia aos cooperados para que ele possa produzir mais, com menos custo e ganhe mais dinheiro”, completou Farhat.
 
A abertura do evento contará com a presença das diretorias da Coplacana, da Afocapi (Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba) e da Sicoob Cocre (Cooperativa de Crédito). O secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, e o presidente da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), Edivaldo Del Grande, também participarão da cerimônia.
 
Os estandes ficarão abertos para visitação das 8h às 17h até o dia 22, na unidade de grãos no quilômetro 157 da Rodovia do Açúcar (SP-308), no bairro Taquaral, em Piracicaba
 
 
SEGURANÇA— A Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento) anunciou ontem que fará, durante o evento, o cadastramento de produtores rurais no programa Seg Rural, da Guarda Municipal e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para acelerar o atendimento das ocorrências na zona rural.
 
O proprietário do imóvel deve cadastrar a propriedade, para ser localizada pelo GPS, pelos dois serviços, quando acionados. O interessado receberá um número, que deverá ser utilizado nas chamadas para a Guarda, pelo153, e nas chamadas para o Samu, pelo 192. “Com esta nova técnica que está sendo implantada, a probabilidade de a zona rural ser mais segura é muito grande”, afirmou o secretário Waldemar Gimenez.