Cordão do Mestre Ambrósio celebra 10 anos

Pelo décimo ano consecutivo celebrando o Carnaval de rua de Piracicaba, o Cordão do Mestre Ambrósio tem concentração hoje, às 15h, na Praça da Boyes. O sambista piracicabano Juca Ferreira, acompanhado de banda em trio elétrico, é o responsável pela música na ocasião. O cortejo, com participação do homenageado pelo Cordão, Ambrósio Martins Caldeira, o Mestre Ambrósio, também conhecido por “seo” Ambrósio, de 87 anos de idade, sai da praça às 17h, rumo ao largo do Pescadores, onde das 20h à 0h haverá show do grupo Samba & Prosa.
 
 
De acordo com um dos organizadores e fundadores do Cordão, o historiador e produtor cultural Pablo Carajol Delvage, o trajeto do grupo carnavalesco segue pela rua Luiz de Queiroz, percorrendo a rotatória do Semae, desce a avenida Beira Rio e para no largo dos Pescadores.
 
 
Mestre Ambrósio acompanha o cortejo junto aos foliões. “O cordão surgiu para o Ambrósio, por seu estilo de vida e personalidade. Nada melhor que ele estar junto, alegrando, encontrando os amigos, aberto a receber os participantes. Ele brinca, dança”, contou Delvage. No ano passado, o boêmio senhor não pôde participar da festa por problemas de saúde, mas desta vez já confirmou presença. “Estou de volta em 2018 com muita alegria. É bom ter bastante amigo. Sempre gostei de tudo o que for festa, samba, música”, comentou ele, que é escrevente de cartório aposentado, acrescentando que a festa “faz bem para a alma.”
 
 
A proposta, segundo Delvage, é promover o Carnaval de rua de maneira saudável, espontânea, sem violência. “O foco é a brincadeira de família, entre adultos e crianças”, disse. O Cordão, desde o terceiro cortejo, faz parte da programação oficial do município e, nos últimos anos, recebeu cerca de 3 mil pessoas em cada edição, entre elas turistas de diferentes regiões do Estado. Em 2018, os organizadores promovem concurso de fantasia para premiar os primeiros e segundos lugares nas categorias crianças e adultos. Ao final do cortejo, a banda conduzida por Juca Ferreira escolhe as fantasias que mais tiveram destaque no desfile. Os quatro ganhadores recebem troféu simbólico comemorativo dos dez anos do Cordão.
 
 
SAMBA & PROSA — O grupo Samba & Prosa, que se apresenta no largo dos Pescadores nesta noite, existe desde 2007. Segundo o presidente do projeto, José Roberto Ferraz, conhecido como Tury, os dez integrantes do conjunto tocam ritmos como marcha de época e samba-enredo. Ele afirmou que o show deste ano tem preocupação social, com composições com letras politicamente corretas, a fim de funcionar como um “anestésico” para o público. 
 
 
“Temos de pensar nas canções como forma de passar aos espectadores melodias que não tenham envolvimento com preconceito, por exemplo. A apresentação será de muita alegria, disposição. Queremos trazer uma descontração para o povo que está passando por esse momento crítico do país, de crise. Participar da nossa música é uma forma de diversão, sem pensar nos problemas pelo menos por alguns dias”, explicou. E complementou. “Não fazemos só samba por samba, queremos agregar valor para que as pessoas conheçam o que é a música, a origem dela, trazendo à tona o conhecimento, informação, citação de compositores”, finalizou.
 
 
SERVIÇO — Cordão do Mestre Ambrósio. Concentração: hoje, às 15h, na Praça da Boyes. Parada: largo do Pescadores. Show do grupo Samba & Prosa, às 20h, no largo. Atividades gratuitas. Informações: (19) 3403-2600.