Corinthians iguala maior sequência invicta da temporada

Gustagol destaca a forte marcação como essencial para o bom momento (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

O Corinthians continua em ótima fase após a realização da Copa América. A equipe é a única da Série A invicta após a disputa do torneio de seleções, com 13 jogos de invencibilidade (nove no Brasileiro e quatro na Sul-Americana) já que a última derrota foi na 9ª rodada, disputada no dia 12 de junho. No período, o Alvinegro conquistou cinco vitórias e quatro empates na competição nacional, subiu da 10ª para a 3ª posição na tabela, com 31 pontos e pela primeira vez na competição terminou a rodada a frente do rival Palmeiras, além de ultrapassar o também rival São Paulo. Na Sul-Americana, a equipe está na semifinal.

O bom momento vivido pela equipe colocou o Timão na disputa pelos dois campeonatos, algo que foi lembrado pelo atacante Gustavo, o Gustagol. “Ainda tem muitos jogos para acontecer, mas sem dúvida alguma a gente vai brigar pelos dois títulos. A gente sabe da nossa qualidade, sabemos o quanto a gente vem crescendo depois da parada (da Copa América). Não vamos abrir mão do Brasileirão. A gente sempre disse que essa parada seria muito importante, e, sem dúvida, foi, você vê o nosso crescimento com bola e sem ela”, explicou.

Além da invencibilidade, o Timão se consolidou como a melhor defesa da competição com apenas nove gol sofridos após a 17ª rodada, média de 0,52 por jogo. “A marcação começa lá na frente, com todo mundo se ajudando. Os (atletas) de trás ajudam a gente a fazer gol, os da frente ajudam eles a marcar”, exaltou.

A equipe Alvinegra igualou a sua melhor sequência na temporada, quando também ficou 13 jogos sem perder, entre os dias 10 de fevereiro (derrota para o Grêmio Novorizontino) a 3 de abril (revés para o Ceará). Mesmo com essa marca, o Timão fica longe de igualar a sequência de 2017, quando ficou incríveis 34 jogos sem perder, em que foi derrotado pela Ferroviária no dia 19 de março e voltou a perder para o Vitória no dia 19 de agosto, exatamente cinco meses de invencibilidade.

Mauro Adamoli