Corinthians recebe o Deportivo Lara pela Copa Sul-Americana

Corinthians e Deportivo Lara se enfrentaram no ano passado e o Timão venceu as duas (Foto:Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

O Corinthians enfrenta o Deportivo Lara, da Venezuela, nesta quinta-feira (23), às 19h15, na Arena Corinthians, em São Paulo, pelo jogo da ida da segunda fase da Copa Sul-Americana 2019. O Timão chegou a esta fase após eliminar o Racing, da Argentina, na primeira fase; enquanto que os venezuelanos estavam na Libertadores e ficaram em terceiro lugar em seu grupo (o mesmo do Cruzeiro).

Convocados para a Seleção Olímpica, os meias Pedrinho e Mateus Vital não poderão jogar a partida da volta, porém podem atuar nesta quinta-feira (se for esse o desejo de Fábio Carille) e falaram sobre a partida. “É um jogo muito importante, já que é um confronto mata-mata em que os 90 primeiros minutos são muito importantes e essenciais para você começar bem. Mesmo fazendo um resultado elástico lá no ano passado, sabemos da dificuldade que é jogar na Venezuela, por conta da viagem e do desgaste”, disse Mateus Vital. A novidade na equipe do Corinthians foi que o técnico Carille teve todos os jogadores do elenco à disposição, já que contou com os retornos de Gustagol, recuperado de lesão na coxa direita e Clayson, que não sente mais dores no joelho direito.

O Deportivo Lara chegou ao Brasil no começo da semana e treinou nas dependências do Palmeiras visando a partida diante do Timão, na qual o defensor Marcos Miers falou a respeito. “Eu vejo o grupo muito bem, além dos resultados que nós juntamos, o time inteiro está bem, porém nós todos precisamos melhorar em alguns aspectos. Na quinta-feira (hoje) teremos uma dura e difícil partida contra o Corinthians, um rival que nós enfrentamos no ano passado, portanto nós já os conhecemos e eles nos conhecem também. Na quinta temos que saber como ser cautelosos para conquistar um resultado positivo para o clube e para todas as pessoas na Venezuela”, completou o atleta.

Corinthians e Deportivo Lara se enfrentaram pela primeira e única vez na fase de grupos da Libertadores de 2018. O Timão venceu os dois jogos, pelos placares de 2 a 0 em São Paulo, com gols de Sheik e Pernía (contra) e goleou por 7 a 2 na Venezuela, com tentos de Jádson (três vezes), Sidcley, Romero e Júnior Dutra (duas vezes), enquanto que José Reyes e Jesús Hernández fizeram os gols venezuelanos.

Mauro Adamoli