Corrupção na sociedade é tema de encenação no teatro do Sesi

sesi Em espetáculo, amigos vestem-se de militares para inventar que país foi tomado por um golpe. (Foto: Divulgação)

Damião e Cia. de Teatro apresenta hoje, às 20h, e amanhã, às 19h, no teatro do Sesi, a peça Burundanga: A Revolução do Baixo Ventre, espetáculo inédito realizado pelo Sesi-SP, assinado por Fernando Neves, com assistência de direção de Kátia Daher. A montagem propõe uma abordagem cômica que leva o espectador à reflexão sobre a corrupção na sociedade. A entrada nas sessões é gratuita. Ingressos podem ser reservados em www. sesisp. org.br/meu-sesi.

Em verbete de dicionário, “burundanga” tem sentido restrito: palavreado confuso e trapalhada. Contudo, quando toma a cena teatral, a palavra se veste de sinônimos que extrapolam a confusão para tomar novos rumos, entre os quais o da crítica social, da reflexão sobre a corrupção e do escárnio bem-humorado de mediocridades e hipocrisias. Aliás, está justamente nesta ponte o tom do espetáculo Burundanga: A Revolução do Baixo Ventre, do dramaturgo Luís Alberto de Abreu, autor do texto da minissérie Hoje é Dia de Maria (Rede Globo).

Em Burundanga, a plateia acompanha os passos de dois trambiqueiros recém-chegados a uma cidadezinha localizada nos confins do Brasil. Quando a dupla João Teitê e Matias Cão começa a passar por dissabores, entre os quais a fome e a miséria, toma uma iniciativa inusitada: vestir-se de militar para inventar que o país foi tomado por um golpe. A partir desse estopim cômico, “os moradores creem que uma revolução está em curso, motivo suficiente para acirrar as discussões e aflorar os ânimos. O mal-entendido traz à tona interesses ocultos, paixões arrebatadoras e alianças improváveis, ocasionando uma confusa e divertida revolução”, explicou a atriz Fernanda Jannuzzelli.

A peça foi contemplada pelo edital Viagem Teatral Montagens Cênicas Inéditas e, portanto, passará pelas unidades do Sesi em seis cidades. Além de Piracicaba, está nesta lista São José dos Campos, Itapetininga, Campinas, São Bernardo do Campo e Sorocaba.

Ao mesmo tempo em que reflete a identidade cômica da trupe, a montagem é um convite ao desafio, como descreve a . “A trupe namorava esse texto já há algum tempo. Por conta do momento atual em que o Brasil está vivendo, resolvemos antecipar a produção, já que se trata de um texto superatual. Além disso, ele se encaixa justamente ao nosso trabalho, que tem a ver com a pesquisa de linguagens cômicas. A peça trata de uma sociedade em que alguns tentam dar o golpe nos outros e, ao final, todo mundo sai de mãos vazias. Parece até algo premonitório, não é? O texto continua muito atual, pois as situações, as insinuações e a corrupção no país não mudam. Os personagens de Burundanga têm fome, cada qual com um interesse próprio. Não há um pensamento ético sobre as questões, não existe uma noção de civilidade e de cidadania”, comentou Fernando Neves, diretor do espetáculo.

SERVIÇO — Apresentação do espetáculo teatral Burundanga — A Revolução do Baixo Ventre, da Damião e Cia. de Teatro. Hoje, às 20h, e amanhã, às 19h, no teatro do Sesi (avenida Luiz Ralph Benatti, 600, Vila Industrial). Entrada gratuita. Ingressos podem ser reservados em www. sesisp. org.br/meu-sesi. Classificação indicativa: 12 anos. Informações: (19) 3403-5900.

(Da Redação)