Crescem 2% vendas nos supermercados no primeiro bimestre

O faturamento real dos supermercados no Estado de São Paulo cresceu 2,04% no acumulado dos dois primeiros meses de 2018. Em fevereiro, também teve alta de 0,63% em relação ao mesmo mês de 2017. O levantamento foi divulgado ontem pela Apas (Associação Paulista de Supermercados) e já traz indicadores deflacionados pelo IPS-Fipe (Imposto sobre Produtos de Supermercados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), que consideram as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses. Esses dados também podem ser extrapolados para Piracicaba. Os dados de março ainda não foram divulgados.
 
Para o economista da Apas, Thiago Berka, após um crescimento forte em janeiro de 3,43%, alavancado pelas férias e pelos resquícios do 13º salário, a expectativa para o Carnaval era de crescimento na ordem de 1% em relação ao mesmo período de 2017, porém, a estimativa não se concretizou.
 
 
CARNAVAL—“Os dias de Carnaval e a semana imediatamente anterior tiveram boas vendas, mas houve uma forte desaceleração das vendas nas duas últimas semanas do mês. Isto demonstra que o consumidor ainda não consegue manter um consumo constante, precisando fazer escolhas e opções e direcionando sua renda conforme as necessidades. Em um mês que ainda é de pagamentos de contas sazonais obrigatórias, a desaceleração do consumo foi brusca”, disse Berka.
 
Além disso, conforme explicou o economista, os efeitos sazonais de demissão de temporários seguiram frequentes em fevereiro, o que fez elevar novamente a taxa de desemprego, que chegou a 12,6% no país, contrabalançado pelos quase 30 mil empregos formais criados no mês em São Paulo. “Este é um bom resultado, mas não expande a base de consumidores e a confiança de forma consistente”, avaliou Berka.
 
O estudo da Apas mostrou também que o interior de São Paulo, mais uma vez, foi o grande responsável pelas vendas ficarem com saldo positivo em fevereiro, chegando a quase 2% de crescimento. As regiões da Grande São Paulo e Campinas tiveram quedas nas vendas em fevereiro. 
 
 
TERMÔMETRO—Para março, a Apas consolidou as expectativas para as vendas de Páscoa, que tiveram crescimento de 4%. “O resultado geral do terceiro mês do ano servirá como termômetro para os próximos meses nas vendas dos supermercados”, concluiu Berka.