Cuidados pós-operatórios para gestação de gatos

Os cuidados com os felinos (Foto: Getty Images istockphoto)

Com duração de aproximadamente 60 dias, a gestação de gato costuma ser tranquila e, normalmente, o parto ocorre sem complicações. No entanto, é preciso manter certos Cuidados com a gata, principalmente quando se faz necessária a realização de uma cesárea. Nesses casos, é preciso seguir todos os Cuidados pós-operatórios orientados pelo médico veterinário.

Quando o parto de gato ocorre de maneira natural, é fundamental fornecer um local cercado, aconchegante e protegido para a gata grávida. “Depois de dar à luz ao primeiro filhote, o intervalo entre os nascimentos pode ser de 10 minutos a duas horas. Mas se após as contrações a fêmea estiver fazendo força por muito tempo ou perder uma quantidade de sangue superior a uma colher de sopa e nenhum filhote nascer, é necessária a cirurgia cesárea”, explicou o médico veterinário Marcello Machado, da Equilíbrio, empresa de alimentos para os pets.

Mesmo que ocorra tudo bem durante a gestação de gato, pode ser que a intervenção veterinária seja a melhor escolha para a gata prenhe. Os Cuidados pós-operatórios começam com as recomendações do seu veterinário de confiança. Após a cirurgia cesárea, é preciso tomar certos Cuidados com a gata, como incentivar o descanso dela e evitar momentos de agitação.

Caso o tutor tenha outros animais em casa, Machado orienta que, durante o período de recuperação da gata, é preciso mantê-los a uma distância segura dela. A felina deve dormir em um local confortável. Se ela está acostumada a dormir na cama, durante esses dias é mais indicado colocá-la ao lado da mesma, pois os movimentos noturnos do tutor podem atingi-la e prejudicar a cicatrização da incisão (corte cirúrgico).

Nos dias que sucedem o parto de gato após a gestação felina, o carinho e a atenção devem fazer parte dos Cuidados. Além disso, esteja sempre atento à incisão, certificando-se de que esteja cicatrizando normalmente.

Outro importante cuidado pós-operatório é seguir adequadamente a medicação prescrita pelo veterinário, ministrando-a nos horários corretos e durante o tempo indicado. No caso da cirurgia cesárea, os remédios irão impedir infecções e outros problemas que podem aparecer no período de recuperação.

Além de todos os Cuidados pós-operatórios, também é preciso estar de olho nos filhotes, que devem permanecer com a mãe até a 12ª semana de vida. Por serem animais independentes, os gatos cuidam de sua própria alimentação. Logo após o parto, a mãe posiciona os filhotes próximos da mama para que eles se alimentem.

“Durante a gestação felina, ela deve receber de 25% a 50% mais calorias do que um gato adulto recebe normalmente. Por isso, a partir da segunda semana de gestação, o ideal é oferecer à gata grávida uma ração para filhotes, e o aumento da quantidade deve ocorrer de maneira gradativa. No terço final da gestação, a alimentação de adulto já deve ser 100% substituída pela de filhotes”, orientou Marcello Machado.

Após o parto, a fase de lactação também tem uma grande demanda energética e nutricional, que chega a ser mais impactante, conforme o veterinário. “Novamente, o alimento deve ser substituído de maneira gradativa, por uma ração super premium para gatos altamente nutritiva e também de alta digestibilidade. Vale lembrar, ainda, que a água deve ser oferecida sempre em abundância, limpa e fresca”, afirmou.

(Da Redação)