Cultura piracicabana é destaque entre 12 cidades da região, aponta Indsat

Eventos culturais diversos e espalhados pela cidade elevam a satisfação do público (Foto: Claudinho Coradini/JP) Eventos culturais diversos e espalhados pela cidade elevam a satisfação do público (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A área de cultura de Piracicaba ocupou a liderança no ranking geral após avaliação do segmento entre 12 cidades da região, conforme aponta pesquisa do Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos). O estudo se refere ao primeiro trimestre do ano. Segundo o órgão, há ao menos um ano, Piracicaba se destaca nas pesquisas no que se refere à cultura.

A lista é composta por 12 municípios da região, pertencentes ao Aglomerado Urbano Piracicaba. Com Alto Grau de Satisfação, a opinião dos moradores levou a cultura a registrar 690 pontos neste levantamento. “Este é o melhor resultado já obtido já que, nos trimestres anteriores, o maior índice havia sido de 674 pontos”, afirmou o analista político e diretor de planejamento do Indsat, Paulo Ricardo Gomes.

A região de Piracicaba começou a fazer parte das pesquisas da Indsat no final de 2017. Durante os dois primeiros levantamentos, a cultura piracicabana foi classificada com Grau Médio de Satisfação. A partir do 3º trimestre de 2018, o setor começou a receber mais de 662 pontos e passou a ser contemplada com Alto Grau de Satisfação.

O instituto divulgou que, para 56% dos entrevistados, a cultura está “ótima” ou “boa”. Avaliações “regulares” foram de 34%. “Ruim” e “péssimo” somam 10%. Mais da metade dos entrevistados estão satisfeitos com a área cultural da cidade.

A análise da Indsat também apontou que piracicabanos mais velhos são os mais satisfeitos com a cultura local. A aprovação é maior entre moradores com mais de 50 anos de idade. Quando apenas a escolaridade é levada em conta, a satisfação cresce entre pessoas com ensino superior. A cultura e outros 15 serviços públicos são analisados trimestralmente pela Indsat.

Para a secretária de cultura de Piracicaba, Rosângela Camolesi, Piracicaba ‘vai na contramão de outros municípios e Estados brasileiros’ com relação ao desenvolvimento da pasta. “Mesmo em tempos difíceis, enxugamos algumas atividades mas não deixamos de oferecer cultura à população. O resultado dessa pesquisa demonstra que estamos no caminho certo, ao implantar as nossas políticas públicas de cultura”, afirmou.

Beto Silva