,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Em meio a seus edifícios históricos, região central ganha nova unidade do Sesc
  • Cinquenta anos depois, as pessoas da sala de jantar
  • Mostra reúne 20 gravuras Goya, que marcam fase obscura do pintor

Exposição reúne 17 retratos de pessoas diferentes
Sabrina Franzol
11/01/2017 10h17
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
06.jpg

Foto: Sylvana Delicato

05.jpg

Foto: Camila Gandolfi

A diversidade é o destaque da exposição fotográfica Rosto: o Retrato da Sociedade, que reúne 17 retratos de pessoas, de diferentes idades e estilos, e está instalada no hall do prédio anexo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

Os cliques são de autoria dos fotógrafos Felipe Valim, Sylvana Delicato e Camila Gandolfi. 

O período de visitação, com entrada gratuita, é até o dia 27 deste mês.

Amigos desde meados do ano passado, depois de se encontrarem em um workshop de fotografia, Valim, Sylvana e Camila decidiram montar Rosto: o Retrato da Sociedade para evidenciar a variedade no mundo, partindo de algo em comum no ser humano: a face.

A partir disso, fotografaram no final de 2016 rostos de pessoas de Piracicaba e São Paulo.

Esta é a primeira vez que expõem juntos, sendo que Valim e Sylvana participam da mostra com sete imagens cada um, enquanto que Camila assina três fotos.

As fotografias são de homens e mulheres, jovens, adultos e idosos, tatuados, carecas, com piercing, cabelo rosa, barba, entre outras características.

Morador de Piracicaba há cerca de quatro anos, Valim, que é natural de Sumaré e dedica-se à arte de eternizar momentos há meia década, falou que a exposição foi pensada afim de trazer à tona, além da diversidade, assuntos como preconceito e respeito.

04.jpg

Foto: Felipe Valim

03.jpg

Foto: Felipe Valim

“Queremos que as pessoas se enxerguem e se identifiquem com aquelas que foram fotografadas. São pessoas com belezas comuns e que ao mesmo tempo são diferentes e desconhecidas”, acrescentou Camila, que nasceu na capital paulista e vive na Terra da Pamonha há 26 anos, sendo seis deles envolvida com a fotografia.“Fotografamos rostos que mostram as diferentes formas de cultura, religião, gênero. Tem rostos de oriental, de indiano, haitiano. Ainda existe muito preconceito em relação às diferenças, mas, independente delas, todo mundo é igual. Nosso propósito é mostrar que somos resultado desta diversidade. O que somos hoje vem de toda a miscigenação”, afirmou.

Cada foto da exposição está acompanhada de uma palavra alusiva a algum sentimento ou comportamento humano, como amor, respeito e humildade, que visa explicar o que é diversidade, segundo Valim.

“O que importa, na verdade, é compartilharmos, de forma respeitosa e com amor, as nossas diferenças”, comentou o fotógrafo.

“Para ser um ser humano completo, temos de aprender a viver com a diversidade”, completou a bauruense Sylvana, que está em Piracicaba há 28 anos e trabalha com fotografia desde 2010.

SERVIÇO — Exposição fotográfica Rosto: o Retrato da Sociedade. Até o dia 27, no hall do prédio anexo da Câmara de Vereadores (rua do Rosário, 833, Centro). Visitação gratuita: segunda a sexta, das 8h às 17h. Informações: (19) 3403-6606.

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar