,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Evento comemora 77 anos do clube Coronel Barbosa
  • Preço de hortifrútis aumenta 3,66% em um mês
  • Balcão de Negócios da Coplacana vai até sábado

Júri seleciona obras do 15º Salãozinho
Ana Rízia Caldeira
12/07/2017 10h47
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 

Com recorde de inscrições, a 15ª edição do Salãozinho de Humor de Piracicaba já tem selecionado seus ganhadores e trabalhos que irão compor a mostra que integra a programação do 44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba.

Foram enviados 4.200 desenhos e 100 esculturas de alunos das escolas públicas e particulares de Piracicaba e de outras cidades do Estado, grande parte focada em temas da atualidade, como a crise política.

O Salãozinho de Humor é uma realização da Prefeitura de Piracicaba, por meio da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo) e Cedhu (Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Desenvolvimento do Humor Gráfico).

21.jpg

Danilo Fernando de Angeli e Fábio San Juan durante escolha dos trabalhos. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

No início desta semana, o júri formado pelo arte-educador Danilo Fernando de Angeli e pelo professor e artista gráfico Fábio San Juan analisou os desenhos e esculturas recebidos.

Foram selecionados para a exposição de agosto 176 trabalhos, sendo 16 esculturas. Os premiados e menções honrosas nas categorias 7 a 10 anos e 11 a 14 anos também foram definidos.

A lista dos selecionados será divulgada na sexta-feira e os premiados conhecidos no dia 12 de outubro, data do encerramento da exposição. Jurado de outras edições, Angeli destacou a grande presença de críticas à política e economia do Brasil entre os temas abordados pelos participantes deste ano no Salãozinho, com destaque para as questões do governo federal.

“Vimos uma polarização do crime de um lado e outro. Dá para fazer uma leitura do conteúdo como um reflexo das famílias, de como os pais e professores pensam e até mesmo como as crianças captam isso de forma ampla”, comentou.

Outro grande ressalto entre as inscrições foi o recente caso da Operação Carne Fraca, com desenhos que mesclam papelão e carne, em menção à empresa envolvida no assunto.

“A criança vê de duas formas o próprio trabalho. Primeiro ela faz algo que imagina ser a vontade do adulto, imitando cartuns do Salão de Humor. A segunda é que ela faz isso colocando a personalidade própria, fazendo um humor de criança para criança, às vezes com ingenuidade ou com um olhar infantil para o mundo adulto”, explicou San Juan.

Os jurados chamaram a atenção para as novidades da edição, que abriu espaço para crianças deficientes e uma outra categoria da arte gráfica: a criação de animações.

“Tivemos nossos primeiros vídeos stop motion esse ano, algo que revela um potencial de crescimento nos próximos anos”, disse Angeli.

De acordo com o cartunista e membro do Cedhu Erasmo Spadotto, foi realizado um trabalho intenso com os educadores, por meio de oficinas do programa Humor na Sala de Aula, e com os alunos, em visitas às escolas.

“Mostramos a diferença entre as categorias charge, cartum, caricatura, HQ e animação e também orientamos educadores e alunos a elaborar textos para passar a mensagem pretendida e levar à reflexão”, contou.

O 15º Salãozinho tem patrocínio da Arcor e Instituto Arcor e apoio da Secretaria Municipal de Educação e Diretoria Regional de Ensino. A abertura da mostra acontecerá dia 26 de agosto, no Engenho Central.

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar