,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Inadimplência do consumidor cresce 5,8%
  • Roubos e furtos caem no primeiro semestre do ano
  • Umidade do ar cai e deixa cidade em estado de atenção

Sesc recebe monólogo sem ensaios e direção
Ana Rízia Caldeira
12/07/2017 11h24
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 

Omonólogo Coelho Branco Coelho Vermelho, interpretado por artistas de renome nacional e internacional, será apresentado hoje, às 20h, no teatro do Sesc.

Escrita pelo dramaturgo iraniano Nassim Soleimanpour, a peça discute o fenômeno social da obediência e da censura, da ousadia e riscos das escolhas pessoais, se destacando pela espontaneidade em cena, realizada dessa vez pela atriz convidada Chris Couto.

23.jpg

Espetáculo é de autoria do iraniano Soleimanpour. (Foto: Hilde Vanstraelen)

Ingressos podem ser adquiridos pelo portal Sesc (sescsp.org.br) ou na bilheteria da unidade. A apresentação expõe os bastidores do fazer dramatúrgico, o processo de construção de um personagem e o desenvolvimento de um diálogo verdadeiro com o público. Na peça, elementos da sociedade iraniana são representados metaforicamente através de uma pequena história.

“Quando foi escrita pelo Nassim Soleimanpour, ele estava proibido de sair do Irã por não ter passaporte e estava impedido de tirar um por não ter se apresentado ao serviço militar. O texto mostra o isolamento dele como uma forma de produção. O Nassim foi muito feliz ao compor seu olhar dessa forma”, explicou a produtora Patrícia Ceschi, responsável por trazer o espetáculo ao Brasil.

Considerado parte da vertente do teatro experimental, Coelho Branco Coelho Vermelho possui como pré-requisito de apresentação a seleção de um ator que jamais teve contato com o texto.

“Essa sempre foi uma exigência do autor, pois ele queria que fosse uma surpresa para o intérprete”, disse a produtora.

Ambos, plateia e atriz, acompanharão o desenvolvimento do enredo juntos, a partir do momento em que a luz do palco acender e Chris Couto receber um envelope com o texto a ser lido.

A encenação dispensa direção e cenário e o público é chamado ao palco em vários momentos, podendo mudar o destino da peça. Patrícia explicou que para manter a completa incógnita da atuação, nem mesmo ensaios são feitos.

A única “ajuda” dada à Chris são poucas instruções alguns instantes antes do início do espetáculo. “A peça é sempre uma novidade”, ressaltou.

O experimento já passou por 17 países diferentes e, desde a sua estreia, originalmente produzido em Toronto, no Canadá, em 2011, foi interpretado mais de mil vezes por atores como Whoopi Goldberg, Nathan Lane, John Hurt, Simon e McBurney.

SERVIÇO — Espetáculo teatral Coelho Branco Coelho Vermelho, com Chris Couto. Hoje, às 20h, no teatro do Sesc (Rua Ipiranga, 155, Centro). Ingressos: R$ 20 (inteira). Classificação: 12 anos. Informações: (19) 3437-9292.

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar