,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Burberry queima R$ 141 milhões em produtos que não venderam
  • A tragédia da morte de Euclides da Cunha
  • Festa da Polenta de Santa Olímpia deve receber 12 mil visitantes

Apap divulga vencedores da 30ª Mostra Almeida Júnior
Natália Marim
11/04/2018 16h11
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
A Apap (Associação Piracicabana dos Artistas Plásticos) divulgou os vencedores da 30ª mostra Almeida Júnior. Foram escolhidos 12 artistas plásticos, sendo seis de cada categoria (acadêmica e contemporânea), para receber a premiação (medalhas de ouro, prata, bronze e seis menções honrosas) na abertura do evento, no dia 4 de maio, às 20h, na Pinacoteca Municipal Miguel Dutra. A exposição ficará disponível para visitação até 26 do mesmo mês. No total, a associação recebeu 32 inscrições e 72 obras de artes plásticas, de diferentes técnicas.
 
 
Na modalidade contemporânea — estilo moderno e abstrato, no qual, segundo o presidente da Apap, João Benatti, o artista retrata o que sente —, os escolhidos foram Maria Gobet (ouro, com as obras Por Onde Passei e Despedida), Melissa Oliveira (prata, com Primavera para remédios, O Processo e De mucha Dali a Lempicka), Cledimar Rodrigues (bronze, com Âmago e Caminhando), Vera Gutierrez (menção honrosa, com Barco no Piracicaba), Arlete Brito (menção honrosa, com Eles passarão) e João Mattos (menção honrosa, com Adoração, Contemplação e Reverência). 
 
 
No acadêmico — com reprodução do que o artista vê, conforme Benatti — os nomes premiados foram João Caravitta (ouro, com Às margens do rio Piracicaba, Fazenda Santa Rosa e Belezas do Piracicaba), Rocco Caputo (prata, com A Prece), Sonia Piedade (bronze, com Árdua Tarefa), Ivânia Tanaka (menção honrosa, com a Série Noites Piracicabanas, Trecho Costão da Lagoa da Conceição e Entardecer Farol da Barra), Sonia Piedade (menção honrosa, com O Entalhador Eugênio Nardin e O Escultor Marco Antonio Cavallari) e Sônia Torrezan (menção honrosa, com Ester).
 
 
Ainda de acordo Benatti, os critérios de escolha do júri — composto por Gigio Bastos, fotógrafo de Rio Claro (SP), Marcio Casarotti, escultor de São Paulo, Thiana Sehn, pintora de São Paulo — se pautaram em anatomia (proporção do corpo), luz e sombra, criatividade, novidade e coerência de cores. Todos os trabalhos participantes, sendo até três por artista, foram selecionados por número de inscrição. “A escolha do júri foi unânime nas duas modalidades para ouro e prata, enquanto outros houve discussão construtiva”, disse o presidente da Apap, que acompanhou a seleção junto do presidente da comissão organizadora, Danilo Heleno Monaco.
 
 
Benatti falou que o objetivo da mostra é divulgar os artistas, independentemente de premiação. “É claro que os participantes ficam contentes por serem premiados, pois é a consequência do trabalho, mas muitos dos que não ganharam vão evoluir e vencer em outras oportunidades. Queremos que haja amizade, que um reconheça o outro. Aplaudimos hoje e amanhã seremos aplaudidos”, afirmou.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar